Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Cablagem

Tópico em 'Sistemas Eléctricos' iniciado por Luis Silveira, 31 Out 2006.

Tópico em 'Sistemas Eléctricos' iniciado por Luis Silveira, 31 Out 2006.

  1. Boas

    Quando comecei a tirar o sistema eléctrico do meu carro, decidi que iria substituir toda a cablagem. Não sendo experiente nesta tarefa, comecei por pensar nos problemas que poderia ter aquando da nova instalação e respectivas ligações.
    Comecei por desligar fichas e etiqueta-las com o mesmo número no macho e fêmea.
    Mas ficou o problema dos cabos que vêm do motor para o habitáculo.
    Como é que costumam fazer?
    O que me ocorreu foi, com a ajuda do meu filho cortava-se um cabo do lado de dentro e passava-se para fora, soldava-se antes de repetir o processo até ao fim.
    Com isto tudo posso estender no chão todo o sistema eléctrico e ter uma percepção de como é.
    Mas parece-me caricato este trabalho. Para quem não vai substituir toda a cablagem como é que resolve este problema? (partindo do princípio que não é possível arranjar o esquema.)
    Claro que se pode sempre recorrer a um electricista auto." Para quem quer fazer" é a pergunta.

    Abraços
    Luis
     
  2. È uma boa tecnica, assim nunca se perde o fio á meada.


    Por norma o sitio por onde passa os cabos deve dar para os tirar,se na linha de montagem os puseram por aí deve dar para os tirar, mas pode acontecer e é muito provavel que aconteça reparações posteriores da cablagem os fios passam por onde não devam e fiquem todos entrelaçados e aí só com uma tesoura de podar é que se resolve.

    No caso de não dar para passar os cabos pelo buraco, só mesmo como o amigo está a fazer, cortá-los e voltar a soldar,mas rescomendo quando cortar os fios, não os corte todos na mesma direcçao, vai cortando um mais à frente que o outro para que quando os for montar definitivamente no carro e depois de devidamente soldados e isolados com manga retractil, não fique uma grande bola no mesmo sitio, se os cortar desfasados não se vai notar essa diferença de volume.

    Como pretende verificar a instalação toda cá fora, recomendo que substitua todos os terminais que apresentam oxidação ou mesmo danificados "Isto nem era preciso recomendar o amigo via logo":D , retirava toda a fita velha, marcando previamente todas as derivações para que depois não fiquem fora do lugar, verificando todos os fios quanto ao seu estado, substituido as partes danificadas. No final usava uma fita nova, posso recomendar uma que eu uso no meu trabalho e tb usei-a para reparar a instalação do meu '02, é uma fita de pano salvo erro é da TESA, mas depois confirmo a marca, e fica uma instalação nova, evitando assim gastos em substituir a instalação completa podendo reparar essa e ficar com o mesmo resultado.
     
  3. Já me enganei a enviar o "post", mas o essencial que queria dizer é o seguinte:
    Existem fichas que são cravadas ,depois da cablagem ter sido passada pelo orifício entre o compartimento do motor e o habitáculo. Quanto a emendas se percebi bem não acho aconselhável, por isso não tive grande cuidado durante o corte dos fios. Não esqueçam que os fios podem aparentar um bom isolamento e o interior estar oxidado.Esse foi o motivo que me fez optar pela substituição,visto que se pode comprar fio avulso.

    Abraços
    Luis
     
  4. Concluíste esta operação?

    Vou iniciar agora a substituição da cablagem... algum conselho?

    Embora não seja grande expert no assunto, chamo a atenção a todos para esta tarefa, essecial em qualquer restauro. (o Luis explica aquela história da resistência/aquecimento do cabo :D )
     
  5. Sim foi concluída.

    Acho que o único conselho é a marcação dos condutores com muito cuidado.Quando for fazer a nova instalação é que vou ver se falhei em alguma coisa. Não estou muito preocupado , na expomotor comprei um livro que tem o esquema eléctrico.Seria bom que conseguisses o do teu.
    Não percebi o final da mensagem.... história da resistência/aquecimento do cabo.

    Abraços

    Luis
     
  6. Pelos vistos não foste tu que me explicaste!

    Vou tentar explicar: quanto mais tempo funciona um condutor eléctrico mais aquece e quanto mais aquece maior a resistênte á passagem da corrente. Essa resistência faz o fio aquecer ainda mais. Isto é uma pescadinha de rabo-na-boca, ao fim de uns bons anos pode dar-se um incêndio!
     
  7. Caros amigos,

    Convém esclarecer um bocadito melhor:

    Um cabo normalmente é dimensionado com uma secção suficiente para tolerar com facilidade a tensão que será de esperar nesse circuito. É por isso que podem encontrar cabos com secções bastante diferentes no sistema eléctrico. Se um cabo tiver um uso superior ao projectado, aquece. Outra possibilidade é o envelhecimento do núcleo metálico, que ao oxidar aumenta a resistência à passagem de corrente, e logo com a capacidade condutora reduzida pode mesmo aquecer com a tensão que antes era normal.

    Resultado: Se ao mexerem na cablagem vos parecer que os fios estão demasiado oxidados no interior do isolamento, poderão optar pela substituição. Nalguns casos é fácil pois há cablagens completas, noutros tem de ser tudo feito "à unha".

    Uma empresa que pode fornecer tudo o que precisam num trabalho desses é a Vehicle Wiring Products, em Inglaterra:

    http://www.vehicle-wiring-products.co.uk/

    Têm um catálogo online com fotos de boa qualidade, e os preços parecem-me bastante razoáveis.

    No entanto, na maior parte dos casos os cabos ainda estão capazes, e basta limpar bem os terminais mais oxidados para rejuvenescer o sistema...

    Claro que antes de tudo isto convém dar uma vista de olhos ao diagrama eléctrico do bicho, para não nos perdermos. Aqui falando do que conheço melhor, a Fiat é excelente, pois nos diagramas são muito detalhados, com as cores e terminais todos representados, é muito fácil identificar tudo o que temos nas mãos.

    Quanto ao passar os fios entre o interior e o compartimento motor, nos modelos que conheço passam-se bem porque costuma ter um painel de borracha grande onde passam várias coisas, que quando removidas deixam espaço mais que suficiente para a cablagem mesmo com terminais e tudo. É preciso é muita paciência...

    Espero que tenha ajudado alguma coisa! Um abraço!
     
  8. Boas, entretanto fui ver o site k recomenda e do pouco k vi gostei. Tem muito material e n parece muito caro.
    Mas o meu problema é k n percebo muito de electricidade auto e pretendo alterar alguns pontos no meu escort (queria po-lo pronto para velocidade, numa primeira fase taça 1300) e pergunto se alguem me sabe dizer onde posso arranjar manuais de electricidade ou se alguem tem e os disponibiliza.
    Abraços.:huh:
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página