Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

bomba de combustivel mecanica por eletrica

Tópico em 'Mecânica' iniciado por fernando joel machado, 4 Nov 2008.

Tópico em 'Mecânica' iniciado por fernando joel machado, 4 Nov 2008.

  1. Será que compença substituir a bomba de cobustivel mecanica por uma eletrica, na minha opinião compença porque é menos uma peça que o motor puxa, não há desgaste quer para a bomba quer para o motor.
     
  2. Acho que não conpensa, vejamos :feliz:, a bomba mecânica funciona por ressalto da árvore de cames ( ou outra cam), aquilo até dar desgaste uiii, muito kilometros mesmo ! Já as electricas , há muitos carros avariados , por causa da bomba de combustivel ser electrica , aquilo quando queima é lixo e o preço :(-a mais barata é a do Punto :D:Dfartei-me de meter aquilo :D ( custa uns 120 euros), bem pra não fugir ao tópico , tambem não sei o quanto custa a bomba de que falas :huh:resta dizer, será fiável :huh:( electrica) :D
     
  3. Tudo muito certo menos o preço das bombas, existem boas bombas a 75 euros.
    A verdadeira vantagem da bomba electrica é a capacidade que pode ter para alimentar novos carburadores glutões no caso em que a original não dá conta do recado.
    Eu tenho dois duplos 40 e a bomba é a original que cumpre bem a função.
    Por acaso penso e trocar por uma eléctrica mas apenas por razões estéticas pois permite-me arrumar os tubos de outra forma. Claro está que isso faz parte do fim da lista de prioridades.
     
  4. Ou seja Jaafa, nunca :D:D:D
     
  5. HI
    A bomba de origem (que o carro trazia) está estragada??
    Qual a razao para a substituição ??
    Os carros são estudados para funcionar de um determinado modo, e por isso não vejo razão para fazer essas alterações.
    O que invoca não é significativo no gasto geral do carro, mais pode ser o ar condicionado por exemplo (caso funcione por acção do motor)
     
  6. A minha mecânica "passou-se" era selada e não dava para meter um jogo de reparação,assim sendo lá meti a eléctrica até agora tem se portado mais um menos bem.:feliz:
     
  7. A vantagem de utilizar uma bomba eléctrice em função de uma mecanica,prende-se com esta ultima estar dependente da acção mecanica do motor, e como tal, retirar rendimento do mesmo. Como se sabe, tudo o que esteja a receber movimento do motor, retira potencia e rendimento deste, e foi por esta razão que as ventoínhas, os compressores,as bombas, e mesmo em alguns casos as bombas de óleo, foram transformadas para trabalhar de um modo autónomo do motor.

    Existem dois tipos de bombas eléctricas: As pulsativas, e as de caudal. As primeiras, existentes por exemplo nos Mini, foram desenhadas apenas para manter a cuba do radiador cheia,logo com pouca necessidade de abastecimento. Funcionam com um solenoide-membrana, como os motores dos aquarios, apenas durante uns segundos, sempre que baixe a pressão a jusante.

    Depois temos as bombas de caudal. As dos "puntos". Jamais poderiam utilizar uma dessas num Mini,porque esta bomba,preparada para debitar cnstantemente um caudal acima de dois bar,e para ser utilizada em sistemas pressurizados de régua de injectores, encheria em fracções de segundo a cuba do carburador, e continuaria a despejar para fora até que fosse desligada. Ou até rebentar uma braçadeira.

    Creio que falam sobre o primeiro tipo , quando se referem a clássicos, e sobre estas bombas, existem também dois tipos principais: As até 1600 cc, e as outras a partir daí. Que por vezes, até possuem UMA por carburador.

    Estas bombas, são altamente robustas e duráveis, e há casos de Minors que AINDA possuem a de origem!São bombas muito simples, e com um filtro facil de desmontar e de manter.

    Se melhora a performance? Tudo o que ajuda o motor a "respirar" e a " mexer-se" melhor, ajuda. Sem duvida.
     
  8. João, define , mais ou menos bem :huh:
     
  9. O meu Saab tem uma bomba de gasolina eléctrica que é igual à dos minis (Bomba SU com a referência AUF 214) e que custa cerca de 80 euros. É verdade que pode avariar mas as mecânicas também avariam. A do meu Spitfire é mecânica e avariou, tendo no entanto conseguido fazer a viagem depois de passar o tempo todo a molhá-la com água fria.

    Para mim a principal vantagem das bombas eléctricas é o arranque a frio após algum tempo de imobilização: liga-se a chave, espera-se que a bomba encha as cubas (ouve-se) e dá-se à ignição e o carro começa logo a trabalhar.
    Nas mecânicas que não tenham sistema manual de enchimento (as do meu TR 2000 e do Hillman têm) obrigam ou a puxar primeiro a gasolina até aos carburadores ou ao desgaste do motor de arranque e da bateria até encher a cuba.
     
  10. Boas. O meu 2002 tinha a original bomba de combustivel, no entanto quando lhe coloquei um corpo por cilindro resolvi por uma facet fast road e um regulador de pressão mas a bomba original era suficiente, nunca tive problemas. No entanto a electrica tem a vantagem de quando a viatura passa longo tempo imobilizada a gasolina na cubas evapora não sendo necessario puxar pela bateria (que por vezes não está totalmente carregada) e motor de arranque. Para um motor que tenha sido "vitaminado" aconselho, visto que um acrescento de potencia vem sempre acompanhado com um aumento no consumo, as vezes grande, e é sempre um upgrade e se a bomba for de qualidade uma avaria não será de esperar. E claro a questão da estetica, permite uma melhor arrumação dos tubos no compartimento do motor visto a bomba ter sido instalada junto ao deposito. Boas curvas.
     
  11. Isto é verdade sem duvida, em competição as coisas insignificantes todas juntas dão origem a uma significante e quando se discutem coisas ao milésimo tudo conta.
    No entanto no caso da generalidade dos utilizadores o facto de substituir a bomba mecanica pela electrica, não sendo por questões de caudal, miguem nota diferença a não ser no bolso
     
  12. Da outra vez mencionei no meu restauro em como fui meter o celica a trabalhar mas a bomba parecia estar colada.B)
     
  13. Para mim está tudo dito, as bombas eléctricas podem funcionar antes do motor pegar, enchendo as cubas que esvaziaram ou evaporaram com o tempo, as Facet Douradas, dão "gota" a tudo o que lhes aparecer pela frente.

    Já tive uma experiência má com uma bomba eléctrica SU original que avariou (rebentou o diafragma) e acho que foi por não estar preparada para a gasolina moderna mais agressiva para as borrachas mais antigas.
     
  14. Olá a todos,

    Eu também optei por uma bomba eléctrica devido à questão do enchimento pré-arranque, pois em termos de andamento qualquer uma estaria à altura, uma vez que a preparação do motor do meu Spider é ao nível "fast-road", logo não há grandes ambições de consumo. Mas o simples facto de o motor rodar menos em vazio é um grande bónus quer para a bateria quer para o motor em si, já que o maior desgaste ocorre durante estes momentos iniciais do trabalho do motor, portanto quanto menos ele girar sem pressão, melhor.

    Outra vantagem das bombas eléctricas é que as mecânicas geralmente podem criar problemas de evaporação e bolhas quando o motor está muito quente, enquanto a eléctrica pode ficar montada junto ao depósito, permanecendo fria. Ao manter a pressão na linha, também exclui a possibilidade de a gasolina evaporar com facilidade.

    De facto, como indicou o amigo Mike Silva, existem dois tipos de bombas. As que interessam usar nos clássicos a carburador terão de ser as de baixa pressão, que geralmente funcionam em impulsos. Dependendo da especificação do motor e dos carburadores, assim terá de ser pensada a pressão, mas para um motor pouco puxado basta um modelo dos mais fracos.

    Se a bomba for montada longe do motor, dispensa-se a montagem de uma linha de retorno, uma vez que a bomba não aquece, e o propósito da linha de retorno é manter o combustível em circulação para não evaporar dentro da linha.

    A instalação eléctrica é relativamente simples de fazer, têm o esquema no tópico sobre relés. Convém ter alguma segurança, e é por isso que concebi essa instalação a ser usada nos carros em que não havia instalação dedicada à bomba eléctrica.

    Um abraço a todos!
     
  15. ola a todos.
    nos primeiros comentarios a esta questão li ,fiquei com a ideia que as pessoas pensão que mudando de bomba mecanica para electrica ganham mais (pouco)potencia no motor .
    errado pois podem tirar um elemento mecanico ao motor mas sobrecarregam um pouco mais o dinamo\alternador e praticamente fica tudo na mesma.
    agora por uma questão de estetica ou funcionalidade isso sim.a troca pode justificar mas não em termos de rendimento(+ cv)
    os de veiculos de competição de rampas ,geralmente trocam as bombas mecanicas por electricas mas tambem geralmente não tem alternador.como as corridas são curtas a bateria aguenta bem e ai sim podem ganhar um cavalito ou 2 .

    abraços
     
  16. Olá a todos!

    Outra hipótese que levanto:
    se eu mantiver a bomba original (mecânica) e colocar adicionalmente uma bomba manual (à semelhança do sistema que se conhece nalguns carros a diesel, aliás, tirado de um destes...) será que consigo resolver o problema do enchimento das cubas após a imobilização prolongada? Será que a borracha (semelhante a uma pompete) por ter sido desenhada para um diesel aguenta a gasolina?
    Pretendia manter a bomba original para fazer o mínimo de alterações e também por receio de alterar a pressão de alimentação do carburador?

    obrigado.

    abraços
     
  17. outra vantagem e a eleminacao do risco que a bomba mecanica corre de criar uma fuga para o interior do motor.
     
  18. A principal vantagem é esta em automóveis comuns
     
  19. No caso de um mini o principal motivo para troca seria mesmo o enchimento das cubas antes de se dar á chave, agora a questão é.... como aplicar essas bombas?
    É necessário colocar um taco ou outra coisa a tapar o lugar onde a mecânica ficaria.
    Tenho visto bombas electricas umas que têm que ficar junto do deposito e outras que podem ficar junto do motor quais as diferenças?

    Cump.
    AB
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página