Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Biodiesel - Quem se interessa por isso?

Tópico em 'Clássicos de Trabalho' iniciado por Daniel Melo, 12 Fev 2010.

Tópico em 'Clássicos de Trabalho' iniciado por Daniel Melo, 12 Fev 2010.

  1. Pessoal;
    Estou a fazer uma experiencia a produzir este produto a partir de oleos usados em fritura. Ha por ai alguem a tentar fazer o mesmo? Alguem ja produziu e testou ?
    Estou interessado em obter material Viton para substituir o sistema de alimentaçao.
     
  2. Já andei a "estudar" o tema há algum tempo atrás.
    Realmente só compensa se utilizares óleo usado (gratis).
    Fiz as contas e utilizando oleo novo (que tem a vantagem de não ser preciso filtrar tão intensamente) não compensa pois fica ao mesmo preço do gasoleo.
    Há varios metodos que estão a ser utilizados, uns melhores outros piores.
    Qual o carro que estas a pensar em usar bio-diesel?
     
  3. A Campina às vezes bebe uns litros de oleo vegetal ( virgem ) :huh: além de fazer menos barulho no motor tem o factor preço, que por vezes compro oleo vegetal ( novo ) por 0,65/L enquanto o gasoleo anda no 1,05/L :huh: ou seja 65€ de oleo dá 100 litros e 65€ de gasoleo dá 62 litros MENOS 38 litros....gastando a Campina 10L/100 com o mesmo €€ ando mais 300 e muitos Kms ;)

    ( Logicamente que deve ser feito uma mistura, tipo ( 70% D 30% O ) conforme o coração da máquina ;) )

    Em relação a oleo usado...nunca tentei porque o consumo de oleo vegetal cá em casa é substituido por azeite...daí não ter como reciclar oleo.

    Bom tópico Daniel, vai dando noticias ;)

    O factor ambiental também é importante ( CLARO ) e ao que sei o oleo vegetal é menos pluente. ( !?! )
     
  4. Boas. O meu RR 2.5TD de 92 também já andou a 50/50, mas com óleo (virgem), sem adaptação de alguma espécie e não notei diferença no seu desempenho. Porém, como diz o Miguel só compensa quando se aqduire o óleo mais barato que o gasóleo. No que respeita aos motores diesel da nova geração não sei se são capazes de digerir óleo alimentar. :D:D Cumps.
     
  5. Eu também já fiz essa experiência no meu Patrol,(motor 2800 cc,6 cilindros ) colocava um litro de óleo vegetal (+/- 60 cêntimos):D por cada 15 euros de diesel ,mas só no verão,e nunca notei nenhum problema,mas penso que a possibilidade do uso está nas características da bomba.

    .
     
  6. Ui ui, nem pensar!!! Se ja com algum gasóleo dito "puro" ou refinado vá, já dão problemas, assim então... o_O

    Qualquer dia o 1.5D Tud5 vai também levar com óleo... :D
     
  7. Uiiiii, é o que temia!!

    Voçes estão a colocar o oleo directamente no carro!?

    ISSO NÃO SE FAZ!! :wacko: :wacko:

    Isso vai danificar o motor e componentes!!!


    Eu já explico tudo de seguida..
     
  8. Ora Bem, estou tencionado a usar oleo usado. Logicamente que irei efectuar o processamento com metanol, lavagem e secagem. Leva 24 horas por cada Batch de 40 litros. O oleo vegetal directo ao preço que esta pelo menos aqui nos açores nao compensa.
    Gostaria de experimentar a usar na minha Renault Kangoo, mas a marca nao aconselha. Ja sei que tem uma Bomba Lucas que normalmente da problemas, desgastando as borrachas, nao sei se poderei substitui-la por uma bomba da Bosch como tambem substituir todo o circuito de alimentação em borracha por VITON, que nao é facil de se arranjar em portugal. Estou a organizar uma rede de recolha para ver se consigo obter cerca de 40 litros / mes. Tenho ja o fundamental para iniciar, mas estou ainda preocupado com as regras de segurança, tendo em conta o risco de alguns materiais a usar.

    Miguel, o que me disseram foi que para usar o Biodiesel seria nos motores a diesel, os ideais sao os fabricados entre 1996 e 2002. Se a Campina se portou bem, esta otimo. Se nao faz mal ao motor isso e´otimo. a desvantagem do oleo usado, segundo me disseram é ao andar larga um cheiro que parece de churraqueira ou de velas em cera queimadas, que sobretudo nos engarrafamentos o cheiro para para dentro da Cabine.

    O que corre é que os motores da nova geração, controlados eletronicamente que origina erros no consumo e que barralha a alimentação, mas será uma causa que deve ser estudada e que certamente poderá ser rectificada. Queiram assim os governos.

    Exactamente Amigo Antonio, as bombas Bosch é que tem boa reputaçao, mas tem de ter tambem o material. Ao que parece nos motores VW e Mercedes, tem sido os que menos problemas tem registado. Caso nao consiga adaptar na minha Kangoo, vou ver se consigo comprar um usado da VW, para consumir a produçao
     
  9. Antes de colocar óleo vegetal no deposito, é necessário saber algumas coisas:

    1- Não colocar óleo vegetal no deposito!

    O óleo vegatal é um triglicérido,
    entrando numa conversa mais tecnica:
    "O triglicérido constitui uma molécula lipídica composta por três ácidos gordos combinados com a molécula álcool glicerol."

    O glicerol ou propano-1,2,3-triol como também é chamado, é o que não queremos no motor!
    Porquê perguntam voçes?
    Porque o glicerol na sua forma comercial (95% puro) é conhecido como Glicerina e voçes sabem o que é glicerina certo? É Sabão!

    Punhas sabão no deposito do teu carro? Acho que não...

    É por isso que no processo de criação do Biodiesel é necessário proceder a transesterificação, uma reação quimica que vai separar a glicerina.


    :oo
     

    Ficheiros Anexados:

  10. Vou explicar o processo de uma forma simples:

    É usado o metanol e um catalisador de base alcalina como o hidróxido de sódio (soda cáustica).

    A mistura destes dois vai dar origem a uma solução,
    (que é altamente perigroso por isso é preciso usar luvas e fazer isto num local bem ventilado),
    que vai ser adicionado ao oleo (aquecido e já filtrado no caso de oleos usados).

    Mistura-se muito bem e deixa-se repousar 24 horas.

    No dia seguinte a glicerina como é mais pesada desce ao fundo do recipiente é assim separa-se do biodiesel.

    Mas não está pronto para o carro ainda! Falta Lavar e Secar o biodiesel!

    Coloca-se agua (destilada de preferencia) no biodiesel e muito lentamente mistura-se.
    Vai formar-se no fundo uma liquido branco que é agua mais os resto de sabão!
    Depois de separar esse resto de sabão, coloca-se o biodiesel num recipiente "aberto" onde vai secar de um dia para outro - basicamente evaporar o resto de agua da lavagem.

    Depois, SIM, está pronto para ser usado no motor, 100% ou misturado com diesel.

    B)
     
  11. Pois, as marcas automoveis e companhias petrolificas não lhes intressa essa opção! :oo
     
  12. questão de marketing :oo
     
  13. Não é necessário ser borracha VITON.

    O que acontece é que carros anteriores a 1980 e tal os circuitos usavam borracha "natural" e o biodiesel vai corroer essa borracha.
    É necessário trocar os tubos por uns de borracha sintético. Mas o Kangoo já tem com certeza os tubos de borracha sintética.

    É muito aconselhável filtrar o oleo usado varias vezes com filtros de varios microns ate conseguir o oleo mais limpo possível.

    As primeiras vezes que metes isso no deposito, vai "limpar" o deposito todo - a merde toda que ta no fundo do deposito vai ser puxada ate a bomba, por isso é necessário verificar o estado do filtro e possivelmente troca-lo varias vezes no inicio!
     
  14. Posso dizer que o Renaut 21 e o Citroen AX da casa já experimentaram o óleo de cozinha novo e tendo em consideração os tais 0,60€/l do óleo para o 1€ do gasoleo, compensa.
    Posso dizer também que as desvantagens é o facto do cheiro enjoativo a fritos para quem vai atrás do carro e o facto de ter que se trocar o filtro do gasóleo mais frequentemente.

    À algum tempo atras na SIC deu uma reportagem sobre isso, e quem prepara os kit's para apenas biodisel, diz que não há qualquer problema para os carros. No entanto o que o amigo Mike diz também faz algum sentido.
     
  15. Tenho uma Toyota BU30 que andou mais de um ano com praticamente só oleo dos fritos novo, e nunca tive problemasB), apenas deixei de fazer isso devido as autoridades cometentes começarem a fiscalizar:(- e já fiz o mesmo na 525 TDS e andou também muitos kms só com biodiesel e também nunca se queixou, o mesmo não posso dizer da minha esposa que dizia que o cheiro era insuportável e enjoativo...:))
    Inclusive frequentei um pequeno curso acerca disso, da produção de bio com a ideia de produção mas infelizmente onde vivemos existe muitos interesses em que só os grandes é que ganham e então desisti de avançar e para consumo próprio aos kms que faço até justificava a produção com um investimento aproximado de 2500€ em equipamentos mas como já disseram só com muito esforço para conseguir arranjar oleo usado é que compensaria e teria que ser mesmo grandes quantidades de óleo (aproximadamente 50 a 100L) num pequeno espaço de tempo pois os oleos usados não se podem guardar muito tempo pois aumenta em demasia a sua acidez ou a alcalinidade (agora não tenho a certeza) derivado ao sal dos fritos e depois era necessário mais tratamentos, mais quimicos e mais decantações isto se ainda se pudesse usar.
    E não se esqueçam depois que o uso de apenas de biodiesel é facilmente detectado pelo olfacto ou cheiro pelas autoridades que em caso de suspeita penso que podem pedir uma analise ao combustivel e se ficar provado que é biodiesel ainda temos que dar contas as finanças por fugirmos ao pagamento dos impostos (ISP)...:D
     
  16. Já vi que também frequentaste o curso da Incalculável...:D
     
  17. Daniel, aceita-se que algumas marcas não recomendem o Bio mas por desconfiança do processo usado na sua produção pelo menos enquanto essas mesmas viaturam se encontrem na garantia, porque o maior inconveniente do bio é o poder de detergente que tem que limpa todo o circuito e depósito e algumas borrachas ou tubos poderão não resistir a passagem do bio, mas esse problema é facilmente ultrapassado com a substituição dos mesmos.
    Quanto as bombas essas aguentam perfeitamente sem problema algum, o unico inconveniente que poderá surgir é se se os o´rings da bomba já estiverem um pouco ressequidos ou velhos como o Bio é mais grosso aumenta a pressão e poderãm surgir algumas fugas na bomba, mas também de fácil resolução que passa pela substituição dos mesmos por novos, de resto é só acelerar e mais nada...:D
     
  18. Desculpa Mike, não reparei que já tinhas escrito isto e eu repeti...o_O
     
  19. QUOTE=Rafael S Marques;368295]
    E não se esqueçam depois que o uso de apenas de biodiesel é facilmente detectado pelo olfacto ou cheiro pelas autoridades que em caso de suspeita penso que podem pedir uma analise ao combustivel e se ficar provado que é biodiesel ainda temos que dar contas as finanças por fugirmos ao pagamento dos impostos (ISP)...:D[/QUOTE]

    Ora bem, aqui esta um dos pontos quentes e de contradiçao oficial.
    é facilmente detectado pelo olfacto ou cheiro pelas autoridades Otimo...Nao prova que somos amigos do Ambiente? Que nao estamos a emitir CO2! Bem Poderiam ao ser provado o re-embolso pago no IUC....

    biodiesel ainda temos que dar contas as finanças por fugirmos ao pagamento dos impostos (ISP)...: Ao produzir biodiesel tendo como materia prima um oleo usado que iria contaminar os solos ou redes de esgotos...Entao se estou a zelar pelo ambiente, corro riscos por ficar em contacto com reacçoes quimicas e ainda seria penalizado? Um produtor seja doque for nao tem de pagar imposto nem de batatas ou cafe logo que seja para consumo proprio. Ao contrario se entrar num circuito comercial, ai sim...tem de pagar..

    Em Inglaterra...Esta bem legislado....qualquer citadao, pode produzir e consumir anualmente 25000 litros de Biodiesel de produçao propria. A partir deste montante, entao sera obrigado a pagar imposto por cada galao de produçao.
     
    cervejinhafresca gostou disto.
  20. Um amigo meu, tinha um VW golf do inicio de 90, e ele SÓ ANDAVA COM OLEO, nem sequer lhe punha gasoleo!
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página