Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Autoretro - denúncia

Tópico em 'Os Entusiastas do Portal' iniciado por Susana Oliveira, 27 Out 2011.

Tópico em 'Os Entusiastas do Portal' iniciado por Susana Oliveira, 27 Out 2011.

  1. Adquirimos uma mota no dia 03 de Julho do corrente ano, uma Kawasaki ZZR 1400, pelo valor de € 7800, tendo sinalizado €300 no dia 28 de Junho e ido buscá-la ao Porto no dia 03 de Julho.

    O dono do stand Autoretro disse-me que tinha esta mota para venda porque tinha sido dada em troca de um carro clássico que tinha vendido mas que o negocio dele nem era motas, e como tal não a tinha no stand, tinha-a na garagem de casa.
    Levou-nos lá, e efectuámos o negócio. No entanto, na altura em que fechámos negócio apercebemo-nos de que só nos estava a ser entregue 1 chave da mota. Pelo que questionámos pela segunda. Aproveito para informar que estas chaves são chaves únicas, que nem a marca duplica, o que representa uma mudança de todo o sistema da fechadura de ignição da mota, cujo orçamento também já pedimos à Kawasaki.

    O Sr. Miguel Vaqueiro, com quem celebrámos o negócio, identificou-se sempre como Autoretro, e garantiu-nos que quem tinha a chave ainda era o antigo dono, e que como tal iria pedi-la, que nem se tinha lembrado e que ficássemos descansados, que a enviaria na semana seguinte ( isto foi num fim de semana).

    (Posteriormente até problemas em obter o número de cartão de cidadão do ex-dono teve, para que a pudessemos registar em nosso nome, porque segundo apurámos por conversas com o ex-dono e outras pessoas que estiveram a par de toda a situação passada, a AUTORETRO, na pessoa de MIGUEL VAQUEIRO, tinha efectuado um negócio fraudulento na tal troca da mota por um mini, e como tal o ex-dono da nossa mota recusou-se a colaborar).

    Aquando do pagamento do sinal, o Sr. Miguel Vaqueiro disse-nos que a mota não estava a pegar neste momento, perante a nossa pergunta de queremos dar uma volta na mota para testá-la, ao que respondemos que teria que mudar a bateria antes de nos vender a mota, se quisesse que a comprássemos, ao que ele anuiu de imediato, que não haveria problema nenhum e que até podia dar uma carga à mesma bateria e que se nós tivessemos algum problema que transferiria o valor da bateria de imediato para a nossa conta. Preferimos que a substituisse por uma nova antes da celebração do contrato, coisa que verificámos, não aconteceu.

    Não deixámos de efectuar a compra de uma mota deste valor pela bateria, visto que quando vimos a mota, apesar da anterior conversa, a mota não apresentou quaisquer dificuldades em pegar e portanto ficámos combinados que se a bateria falhasse nos meses seguintes regularizariamos a situação através de transferência bancária, confiando na boa fé do vendedor.

    Efectivamente a bateria falhou há 1 mês, em Agosto portanto, como era esperado.

    Passámos cheque pela mota, e contactámos o vendedor inúmeras vezes até à data de hoje para a obtenção da chave. O vendedor deixou de nos atender o telefone, mesmo de número anónimo, pelo que já pensámos dirigir-nos ao stand. Mas entendemos que se o fizéssemos não o faríamos de ânimo leve e como tal preferios numa abordagem inicial resolver a situação pela justiça.

    Temos tudo legal, a declaração de venda, pagámos com cheque e transferência bancária, a pronto, sem créditos pelo meio e mesmo assim este suposto vendedor MIGUEL VAQUEIRO, AUTORETRO, agiu de má fé e sem postura séria, tornando um bom negócio para ele num karma para a vida, porque eu vou contar toda a verdade por todo o lado e tenho tudo em mãoes para o provar.

    Se um dia, a AUTORETRO se dignar a ser de palavra e repôr a situação, também serei pessoa para o vir dizer aos mesmos canais que vou começar a utilizar agora.

    Entretanto fui contactada por email pelo vendedor que me disse, perante a informação que lhe deixei no voice mail, de que iria recorrer à justiça, e pediu-me para lhe enviar o orçamento, o que fiz, mas não acho de todo que ele vá efectuar qualquer tipo de pagamento, é mesmo detentor de MÁ FÉ.


    Posso publicar toda a documentação necessária para provar tudo o que escrevo.
    Neste caso estamos a pedir o reembolso do valor de €1138.71 correspondentes ao orçamento dado pela Kawasaki.

    E não, MIGUEL VAQUEIRO, não tenho medo das suas ameaçãs porque sou detentora de liberdade de expressão e você identificou-se sempre como vendedor e representante da AUTORETRO, portanto seja correcto e faça como nós fizemos, pague a pronto aquilo que deve!

    Atenção a todos vocês, este vendedor não age de boa fé!
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página