Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Austin Healey Sprite MK 1 " Frog Eyes” “olhos de sapo” 1958-61

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Manuel Ferreira Dinis, 5 Mai 2008.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Manuel Ferreira Dinis, 5 Mai 2008.

  1. Austin-Healey

    O responsável pela divisão Austin da BMC (British Motor Corporation Leonard Lord, e o engenheiro e projectista de automóveis Donald Healey, formaram numa parceria em 1952 que durou 20 anos, denominada Austin-Healey.
     
  2. Austin Healey Sprite MK 1 " Frog Eyes” “olhos de sapo” 1958-61
    Ver anexo 48589
    Um sapo divertido
    Ver anexo 48588
    O Austin Healey Sprite MK 1, foi comercializado entre 1958-61 e é um roadster dentro do puro espírito dos carros desportivos ingleses — pequeno, simples e acessível para os jovens.
    Ver anexo 48590
    O nome de Sprite, teve de ser obtido através da Riley, pois pertencia a um modelo desportivo dos anos 30. Mas na verdade, ficou conhecido como Frogeye, no Reino Unido, e Bugeye nos E.U. por causa de seus peculiares faróis, montados sobre a capot dianteiro e que não faziam parte do projecto inicial que incluía faróis escamoteáveis para manter o perfil baixo da carroçaria. Foi a política de custos que ditou a substituição destes pelos dois faróis que viriam a ser a imagem de marca do Sprite e que lhe valeriam a popular alcunha de (olhos de sapo)..
    Ver anexo 48591
    O motor é de 948 centímetros cúbicos, quatro cilindros em linha, quatro velocidades, suspensão e muitos outros componentes, provinham do de Austin A35 e Morris Minor, para reduzir os custos.
    Ver anexo 48593
    Com um peso na ordem dos 660, quilogramas podia atingir os 130 quilómetros e do 0 aos 100 quilómetros demorava 21 segundos.
    Não havia nenhum punho exterior nas portas; era necessário abri-las por dentro, assim como o acesso à roda suplente na mala traseira, onde não havia tampa da mala, para isso é necessário inclinar a parte traseira de assento para a frente. Esta traseira fechada torna mais rígida a estrutura monobloco da carroçaria.
    Ver anexo 48597
    O interior era muito espartano, nem uma carpete havia no interior somente uma cobertura plástica. Não tinha para choques traseiro e o dianteiro era opcional no mercado britânico.
    Muito compacto, mede apenas 3,48 metros de comprimento, 1,34m de largura, e 2,03m de distância entre eixos.
    Ver anexo 48594
    Foram feitas 49 mil unidades até Abril de 1961, a maior parte exportadas para os Estados Unidos.
    Ver anexo 48596

    A celebração dos 50 anos do modelo será em Gaydon, junto ao British Motor Heritage Museum Centre, no sábado dia 24 de Maio.
    www.mgownersclub.co.uk
     

    Ficheiros Anexados:

  3. Obrigado pela partilha!
     
  4. o carro é engraçado, a dianteira faz m lembrar uma pessoa a sorrir com aquela grelha:huh:
     
  5. Existe um outro, que eu próprio fotografei, do Aires Andrade, também vermelho.
     
  6. Um carro muito bonito e com muita classe...

    cumprimentos.
     
  7. Um excelente documento sobre aquele que eu considero um dos ícones dos "desportivos ingleses".

    Muito bom mesmo.

    Pena é que essa classe de automóveis tenham desaparecido, mas as leis do mercado têm motivações insondáveis....

    JP
     
  8. Para recortar e colar.
     

    Ficheiros Anexados:

  9. Uma "miniatura" diferente e muito original!
     
  10. Este vive na Figueira da Foz, onde até esteve numa exposição
     

    Ficheiros Anexados:

  11. grande carro... muito bonito;) nunca vi nenhum ao vivo:(
     
  12. Obrigado! A informação veio mesmo a calhar, pois ontem estive a ver um ao vivo e cores no Chiado! :D
     
  13. Como participei num Austin Healey Sprite Frog-Eye de 1958 tenho a dizer que adorei o " Frog-Eye ", e fiquei com outra perspectiva deste modelo.

    Abraço
     

    Ficheiros Anexados:

Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página