Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

As possiveis e impossiveis versoes do 127!

Tópico em 'Imprensa e Publicações' iniciado por marcoantonio, 25 Set 2010.

Tópico em 'Imprensa e Publicações' iniciado por marcoantonio, 25 Set 2010.

  1. Após alguma pesquisa sobre o 127, reparei que, para além das versões mais familiares por todos nós conhecidas, existiram e foram fabricados muitos mais modelos, entre eles versões redesenhadas mas sempre com o toque e linha italiana.
    Ora vejam:

    FIAT 127 MK1 mala curta apresentado no mês de março de 1971, como substituto do 850.
    No entanto saíria uma 2º versão do mala curta mk1 , onde o vidro traseiro descia ligeiramente cerca de 1, 5 cm abaixo estando este encostado completamente à mala , e os cantos inferiores faziam angulos de 90º.
     

    Ficheiros Anexados:

  2. A versão 2 , da serie mk1, de mala comprida .
     

    Ficheiros Anexados:

  3. A versao Esspecial, onde os para - choques apresentavam já a incrustação de um plástico , género de friso, tanto nos para choques como nas laterais, contrastado com um interior em cor, armação dos farolins em plástico cromado entre outros pequenos mimos.
     

    Ficheiros Anexados:

  4. A versão 4 portas fabricada em itália - designada por berlina ou Sedan, embora de mala curta ,apresentava um espaço interior mais amplo, a comodidade do banco traseiro , é desenhada como se , se tratasse de um familiar, a introdução das portas traseiras, levou a um ligeira reduçao das portas dianteiras no seu comprimento.
    Tal como sucedeu com o 127 Mk1 mala curta , esta série de 4 portas ,produzia mais tarde a 2º e última versão com o vidro traseiro ligeiramente a baixar cerca de 1,5 cm , e com angulos nos cantos inferiores a 90º , em contraste com frisos cromados embotidos na própria borracha, isto no vidro traseiro e dianteiro.
     

    Ficheiros Anexados:

  5. A versão Abarth , que apresentava a introdução de um kit de carburação abarth (escape , colector, carburador , filtro , e tampa do filtro do ar, assim como um kit de distribuição seco), e novo quadrante .
    Embora não fosse produzido nem comercializada, esta versão foi desenvolvida apenas para trofeus de época).
     

    Ficheiros Anexados:

  6. A segunda série sofre grandes alterações a nivél do habitáculo interior, sobretudo no desenho do tablier, o qual passa a funcionar todo em plastico e como um único molde.
    Os para choques passam a ser em plastico rigido, portas e chassis redesenhado, farolins dos minimos inseridos no para choques, stops e piscas traseiros aumentados , com a introduçao de luz de marcha atrás, as quartelas traseiras passam a ser fabricadas por molde em plastico , volante redesenhado, introdução de uma nova grelha frontal , enfim um novo conceito futurista.

    Versao L do 903
     
  7. foto
     

    Ficheiros Anexados:

  8. A versão C , mais conhecido por 900 C
     

    Ficheiros Anexados:

  9. A versão CL do 903cc.
     

    Ficheiros Anexados:

  10. A versão Sport, embora não comercializada no nosso país , foi o expoente máximo do 127, a nivel de desempenho e prestações alcançadas até então.
    Produzido entre 1978 e 1981, este modelo envergava novo spoiler anterior e posterior com estéctica desportiva, carburador weber duplo 34 dmtr, barra anti torção , servo freio,
    envergando um bloco 1050cc.
    Utilizava novo painel de instrumentação, com conta rotaçoes entre outros.
     

    Ficheiros Anexados:

  11. Versão top - (especial) em que lhe foi conferido uma nova disponibilização de cores metalizadas, bronze e azul metalizado.
    Entretanto a possibilidade do tecto de abrir em tela por encomenda , para choques em resina fibrada, interiores em veludo quadriculado , ao dispor do cliente.
     

    Ficheiros Anexados:

  12. Eu não consigo ver diferenças entre o mala curta e o comprida. Desconhecia essa do Abarth!
     
  13. Versão 4 portas CL- 2 Série, com portas redesenhadas bem como o seu interior.
     

    Ficheiros Anexados:

  14. Versão rally cross , a qual apenas foi preparada para troféus de rally de época , ou seja não comercializado.
     

    Ficheiros Anexados:

  15. 3 serie - comercializada em finais de 1981
    Versão Especial
     

    Ficheiros Anexados:

  16. Versão super com novos interiores e novo tablier.
    Entretanto na mesma altura, nascia em Itália o tão e nosso conhecido 127 Surf, com aquelas fachas de lado se bem se recordam:)
     

    Ficheiros Anexados:

  17. Versão sport de 75 cavalos , com a introdução de aleron(s) traseiros , volante em pele etc,,
     

    Ficheiros Anexados:

  18. Versão Unificata , com novo design, ao qual não consegui obter mais dados.
     

    Ficheiros Anexados:

  19. Versão Fiorino comercializado entre em 1978, foi introduzido no mercado como veiculo comercial, com motor do 903de serie, existia no entanto a disponibilização de motor 1050 para o modelo.
    Apresentavano seu chassis, caixa alta e fechada , com introdução de vidros traseiros e a opçaõ de vidros laterais .
     

    Ficheiros Anexados:

  20. Versão Diesel, produzida entre 1981, era um derivado do motor 1050,no qual lhe foi conferido a motorização do mais pequeno motor a diesel no mundo na sua época, um 1300cc.
    Este modelo sai de cena em 1983.
     

    Ficheiros Anexados:

Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página