Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Armando de Lacerda – O Senhor Automobilismo no Portal

Tópico em 'Os Entusiastas do Portal' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 6 Abr 2008.

Tópico em 'Os Entusiastas do Portal' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 6 Abr 2008.

  1. Armando de Lacerda – O Senhor Automobilismo

    Venho apresentar à comunidade do Portal dos Clássicos, o Senhor Armando de Lacerda, para mim o Senhor do Automobilismo Português, grande impulsionador da modalidade no anos 70 em Portugal e no ultramar, nomeadamente organizou as 6 Horas Internacionais de Nova Lisboa ( Huambo) e Rallye de Portugal .Tive a honra de o convidar para este fórum, sendo certo que já se tinha registado em Dezembro de 2007, facto que desde logo me suscitou a atenção.

    Como uma capacidade de organização singular, Armando de Lacerda , presenciou momentos de glória e de tragédia, sendo parte integrante da História do Automobilismo Português. Pelo que me deu a conhecer, a humildade do Senhor Armando é da dimensão do seu passado. Os relatos na 1ª pessoa no Mazungue, Sazalangola e outro fóruns são de teor histórico.

    As 6 Horas Internacionais de Nova Lisboa (hoje Huambo) foi uma prova emblemática, onde Armando de Lacerda ( Sporting Clube do Huambo) conseguiu um traçado que entrou para o Calendário das Provas FIA . Privou com Pilotos oriundos de todo o mundo, como Gérard Larrousse, Vic Elford, “Nicha”Mário Araújo Cabral, Claude Swietlick (todos em Lola T290 da Écurie Bonnier), André Wicky (presente em provas como Vila Real com o seu Porsche 908/2) e Os Portugueses Carlos Gaspar, Carlos Santos, Hélder de Sousa, Santos Peras, Cardoso Albernaz, António Peixinho, Mabílio de Albuquerque, Emílio Marta, Waldemar Teixeira, “Larama” e Organizou provas onde se viam máquinas como o Lola T290, T280, Chevron B21, Porsche 907, 910, Ford GT 40, Ford Capri, BMW 2002, 2800 Csi , Alfa Romeo e Mini.

    Vou permitir-me citar dois relatos deliciosos do Sr. Armando de Lacerda:

    Sobre as 6 Horas Internacionais de Nova Lisboa ( Huambo)

    O Ruy veio recordar-me o José Viegas, um velho amigo e companheiro de trabalho na Mineira do Lobito com quem efectuei muitas incursões por "Nova Lisboa by night".
    O Viegas, que corria pelo Taki-Talá, entrou nas 6 Horas de 1972 e verificou que o Gerard Larrousse o ultrapassava de 7 em 7 voltas.
    Então o José Viegas depois comentava: Cada vez que o Larrousse me ultrapassava, eu sabia que já tinha conseguido dar mais 7 voltas.
    Mas a evocação do Ruy veio lembrar-me um episódio engraçado que, não resisto a contar.
    Uma tarde fui com o José Viegas beber um whisky a casa da "D.Esmeralda".
    Para quem não conheceu, a "D.Esmeralda" era uma "respeitável" senhora que, segundo afirmava, tinha o melhor whisky de Nova Lisboa porque o recebia toda das Forças Armadas.
    Além das bebidas, passava também uns filmes pornográficos e, no meio destes, um das 6 Horas que ela anunciava ser a corrida que o seu grande amigo Lacerda dirigia e que fora filmado pelo filho dela.
    Após o 25 de Abril, a D.Esmeralda verificava, com grande tristeza, que os seus filmes, que lhe haviam custado bom dinheiro, eram inocentes comparados com os que se estavam a exibir nas salas de cinema.
    Como se não bastassem já os atributos referidos, a D.Esmeralda dava guarida a outras "respeitáveis senhoras", algumas delas casadas, que vinham de Luanda passar umas férias a Nova Lisboa e, juntando o útil ao agradável, realizavam um pequeno pé-de-meia.
    E o pé-de-meia por vezes era tão bom que houve uma senhora que, ao fim de um mês, regressou a Luanda no seu BMW 2002 que adquirira no fim das férias.
    Para concluir e para nem pensarem que exagero na qualidade da casa, só vos digo que, uma noite depois do jantar, ali levei alguns colegas meus, comissários de feiras internacionais, e que o Comissário da Feira de Paris, entusiasmado com a qualidade do serviço, afirmou que iria aconselhar a inclusão da casa no Guia Michelin.
    Mas voltando aquela tarde e ao José Viegas, só vos digo que, enquanto bebiamos o whisky, ele contou à senhora, que nos acompanhava na bebida, uma história tão triste sobre a sua solidão que esta prontificou-se a ir a casa dele passar a ferro um fato que ele precisava para ir naquela noite a uma festa e que estava todo amarrotado.
    E dali saímos os três direitos à casa do José Viegas onde, depois de beber mais um whisky, ali os deixei com a senhora a passar-lhe o fato, ao mesmo tempo que suavizava um pouco a sua terrível solidão.
    Um abraço e até sempre!


    Sobre o V Rallye Tap

    Há já algum tempo, tinha prometido, no forum do NKT ao jóvem e nosso amigo Caldeira, contar a história de um "famigerado" controle de passagem que foi fatal para 24 concorrentes ao V Rali TAP.
    Problemas familiares e, muito principalmente, porque penso que estas recosdações pouco possam interessar aos outros, tem feito com que adiasse o prometido.
    Porém, como vejo, actualmente, tão pouca participação nos foros dos automóveis e o nosso jóvem Caldeira incitando a uma maior participação de todos, aí vai a história.
    Que me desculpem aqueles para quem, estas recordações de velho, nada dizem.
    O César Torres tinha preparado uma pequena armadilha e pensava que um ou outro concorrente, mais desatento, iria cair nela.
    Nunca pensou que se verificasse a hecatombe que na realidade sucedeu.
    O V Rali TAP foi o último que meteu uma prova de regularidade.
    A localização desta prova não estava indicada no regulamento, o qual dizia que ela seria indicada no controle horário anterior à mesma.
    Assim, foi instalado um controle horário em frente do Convento de Mafra e, ali, era entregue aos concorrentes uma carta indicando a localização da regularidade que teria lugar no Gradil.
    Entretanto, no trajecto entre esse controle e o início da regularidade, foi instalado, conforme permitia o regulamento, um controle de passagem..."o famigerado"!
    Sucede que 24 dos concorrentes ao receberem a carta com a indicação da regularidade já não ligaram ao itinerário do regulamento e enfiaram logo directos ao Gradil, por uma estrada logo a seguir ao Convento, falhando, portanto, o controle de passagem e sendo, por isso, desclassificados.
    Na Ota, onde terminou o Rali, foi um autêntico pandemónio pois os desclassificados queriam, por força, serem repescados.
    O César foi intransigente dizendo que, se tivesse pensado que a maioria falhava o controle de passagem, não o teria lá posto, mas não podia fazer nada pois agora tinha 24 a reclamar sem razão e se os repescasse teria 6 a reclamar com razão.
    E para ter assunto para voltar à vossa presença, em breve, vos direi quem foram os 6 que cumpriram com o regulamento.

    Armando de Lacerda in Mazungue


    Presto aqui homenagem ao Sr. Armando de Lacerda, em nome do Portal dos Clássicos, e que se a saúde permitir estará presente no nosso Encontro Nacional em Aveiro enriquecendo o evento com o seu convívio.

    Bemvindo e Bem Haja

    Francisco Lemos Ferreira
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Apesar de não conhecer a personalidade, ficam aqui as boas vindas...:feliz:
     
  3. Um muito bem vindo. São estes homens que fizeram e fazem falta ao automobilismo. Cumps.
     
  4. Um grande contributo para o Portal

    Um abraço e bem vindo
     
  5. bem vindo!! é uma mais valia para o portal certamente!! :feliz:
     
  6. Esta no sitio certo :huh:
     
  7. Já tinha ouvido falar no Senhor, e para nós aqui no portal ficamos se possivel de "ouvir" as suas Histórias do Automobilismo Português.
    Um abraço
     
  8. Bem-vindo ao mundo encantado dos clássicos
    Certamente uma presença muito valiosa neste espaço.
    Excelente presença em Mázungue, onde os conhecimentos são por demais evidentes, próprios de quem viveu intensamente esses belos tempos.
    Esperamos atentamente as suas intervenções.
     
  9. Bem vindo, é sem duvida uma mais valia para o portal.
     
  10. apesar de nao conhecer o sr, desejo-lhe todas as felicidades e que traga muito a este portal e que a sua experiencia nos ensine muito
     
  11. Infelizmente o meu conhecimento a nível de pilotos ou personalidades ligadas ao deporto motorizado, é muito pequeno. :(

    Espero poder aumentar a minha cultura neste campo e claro dar as boas vindas ao Armando Lacerda ;)
     
  12. Muito Bemvindo Sr. Armando de Lacerda, " Guru dos Automóveis".
    Estive à 2 meses no Huambo e ainda se fala si com muito carinho, acho até que há um grupo que está a pensar reeditar as 6 Horas.
     
  13. Que seja muito bem vindo!...

    Os sinceros cumprimentos de mais um entusiasta,
    CLeM
     
  14. Já somos 2 :huh:
     
  15. Apesar de não conhecer o senhor Armando...quero dar-lhe as boas vindas ao Portal ;)
     
  16. Bem vindo ao cantinho dos clássicos.
    Uma verdadeira honra para mim conhecer virtualmente este grande homem que tanto fez pelo automobilismo :D
     
  17. Para ti e para todos João !
     
  18. Os parabens a ele pelo seu trabalho e que seja muito bem vindo ;)
     
  19. Exacto. :feliz:
    Peço desculpa ;)
     
  20. Bem vindo Armando Lacerda!!
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página