Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Apreensão de veículos pela Internet

Tópico em 'Legislação' iniciado por Pedro Pires, 29 Abr 2008.

Tópico em 'Legislação' iniciado por Pedro Pires, 29 Abr 2008.

  1. Pedro Pires

    Pedro Pires pedrompires

    Registo:
    27 Mai 2006
    Local:
    Portugal
    A partir de hoje, dia 29 de Abril, entra em funcionamento um novo serviço on-line que permite fazer, via Internet, os pedidos de apreensão de veículos, incentivando por esta via a regularização e a actualização do registo automóvel.

    Um cidadão ou empresa que tenha vendido um veículo sem que o novo proprietário o tenha registado em seu nome pode pedir a apreensão desse veículo, através do site www.automovelonline.mj.pt. Para tal, basta que o actual proprietário ou o seu representante preencha um formulário electrónico e submeta o pedido sem quaisquer encargos.

    Até agora, a apreensão do veículo tinha de ser pedida junto do Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres – IMTT, I.P, das autoridades policiais ou das conservatórias do registo.

    In: AHO
     
  2. Rafael S Marques

    Staff Portalista Delegado Regional

    Registo:
    14 Fev 2008
    Local:
    Seia - Serra da Estrela
    Veículos nas Garagens:
    1
    Mas que boa noticia...nem dá vontade de comentar, isto é para acabar com o resto dos classicos que ainda se encontram na sucata. Convem antes de comprar saber se o carro nao terá sido aprendido...:rolleyes:wacko:
     
  3. João Dias Caldas

    Registo:
    7 Jul 2006
    Local:
    xxx
    Obrigadissimo, Pedro, pela noticia, e já lá fui e preenchi o formulário para mandar apreender uma viatura. Andava para lá ir mas era complicado. Assim é muito bom.
    Acho muito bem que se facilitem estas coisas.

    No meu caso, vendi um carro à cerca de um ano, passados dias mudaram-lhe a cor, ainda no meu nome!!! sem minha autorização, ou seja, falsificaram a assinatura!!!, e neste momento parece que o carro até já está em Espanha!!! Não sei é se a matricula, no meu nome, e os respectivos docs, não estarão a rolar noutro carro qualquer!!!

    Estou a falar de um carro de 1970. Por isso, essa coisa dos coitadinhos dos carros antigos e tal...sucatas... acho giro, mas é se estiver tudo na legalidade. Se de facto ouver trafulhice acho bem que abatam os carros, as matriculas e os documentos!!! Tudo!!!

    (este caso passou-se através, ou seja, com responsabilidade, de um conhecido stand de venda de viaturas, clássicas e não só... de um "novo" membro do "jetset"...)

    Ponham-se a "pau"!!!
     
  4. Carlos Jorge Sol Teixeira

    Portalista

    Registo:
    22 Dez 2006
    Local:
    Machico/Madeira
    Depois podem é usar o carro em assaltos ou outra coisa :wacko:e quem paga :huh::huh:o antigo dono :wacko:é isto e multas de estacionamento e trânsito :wacko:
     
  5. Simao Reis

    Simao Reis Prego a fundo...

    Registo:
    6 Nov 2006
    Local:
    Beira Baixa
    obrigado pela partilha é sempre bom saber estas coisas ;)
     
  6. Pedro Pires

    Pedro Pires pedrompires

    Registo:
    27 Mai 2006
    Local:
    Portugal
    Na minha óptica, congratulo esta medida e só peca por ser tardia. Quantos e quantos de nós como o João referiu, já vendeu um veículo há sei lá quantos anos e o novo proprietário ainda não se dignou a alterar o seu registo de propriedade?

    Acho que a desculpa de que isto irá ser o fim dos Clássicos, não concordo. Se tudo andar dentro dos trâmites legais nunca irá significar tal coisa. O problema é que as pessoas teimam em não andar legais e depois queixam-se.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página