Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Amperímetro correcto.

Tópico em 'Sistemas Eléctricos' iniciado por Bruno M Azevedo, 31 Out 2009.

Tópico em 'Sistemas Eléctricos' iniciado por Bruno M Azevedo, 31 Out 2009.

  1. Estou a pensar em comprar um amperímetro para colocar no meu jipe depois de concluído o restauro. Gostaria de obter a vossa opinião em relação a qual o mais acertado para comprar pois já vi que existem alguns que lêem até 30, 50 e 60 amperes. Por isso, qual o mais acertado? Se ajudar, o meu jipe leva uma bateria de 80 Ah, mas não sei qual a capacidade do alternador.
     
  2. Boas, sabes que quanto maior for o limite do amperimetro menor vai ser a escala de leitura, mas contudo um conselho que te dou e para evitares essas duvidas, utilizas um multimetro medes a corrent maxima e vez se por exemplo a corrente maxima for 49A aconselho-te o de 60A, devido aos picos ou ate mesmo de alguma coisa em excesso de consumo, mas contudo medes e ja ficas a saber qual o necessario.......:feliz:

    Comprimentos Mário
     
  3. Obrigado pela resposta Mário.
    Já agora, onde me aconselha a medir a corrente? Em que local da instalação eléctrica exactamente?
     
  4. Para medir use uma pinça amperimetrica, messa onde sera ligado o amperimentro, claro que nao pode ser ligado logo em seguida da beteria porque não aguenta correntes tao elevadas.....
     
  5. Pinça nem sempre toda a gente têm disponível ,um multímetro mesmo rasca sempre é capaz de haver, é só ligar os terminais que vão ligar ao amperimetro para saber a amperagem.Para usar a pinça teria de fechar o circuito.Quanto ao medir a seguir à bateria de certeza que uma pinça na escala correcta media a corrente,mas no local do amperimetro a leitura será a mais correcta.
     
  6. Não ponhas amperímetro
    Põem mas é um voltímetro e esse podes ligar a qualquer fio é muito menos perigoso
    No amperímetro deve de passar toda a corrente e normalmente é por aí que incendeiam
     
  7. Para mim o voltimetro praticamente não serve para quase nada,só para o estilo,o amperímetro dá informação muito mais valiosa é para isso que está lá, para olhar para ele, de qualquer maneira a corrente está lá se não for por um lado é por outro,mas mesmo assim ,lagarto,lagarto lagarto. (não é provocação aos sportinguistas)
     
  8. O voltimetro diz não se está a perder energia mas se está a carregar o estado da bateria etc o amperímetro só é melhor se tivermos uma perda continua mas nos meus carros tenho corte de corrente de qualquer maneira se a bateria estiver fraca o voltímetro indica, para mim é muito melhor e mais prático e acima de tudo menos perigoso
     
  9. José Nobre
    Também estou do lado do pessoal dos voltímetros!
    Esta é má.
    Que me interessa saber se estão a passar 10, 20 ou 40 A? Quando o alternador, (dínamo) estão correctos é o que o amperímetro me diz!
    Se, por outro lado, estiver carregado de faróis e "luzinhas", diz-me que estou a consumir, vindos da bateria 10 ou 15 ampéres. Aí como sou muito previdente e sei que a bateria é de 80Ah, por exemplo, faço as contas e posso dizer para quanto tempo é que ainda tenho bateria!
    Com o voltímetro, sei o estado da bateria, se, quando acendo a tralha toda, estou a carregar ou a descarregar, que é a informação verdadeiramente importante, se o carregador da bateria está a carregar a uma tensão normal, (por volta dos 14,5 V), ou se pifou.
    Atenção que em caso de sobrecarga da bateria esta, em casos extremos, pode explodir e isto nenhum Amperímetro avisa.
    A montagem é na realidade muito mais simples e segura para o lado dos voltímetros. E a informação verá que também é mais completa e útil. A menos que me esteja a passar alguma coisa que eu não saiba.
    Se insistir no amperímetro então olhe:
    Veja donde sai a alimentação para os diversos componentes. (Num carro inglês será da bobine de chamada).
    Desligue isso tudo do ponto onde estão, ligue-os todos juntos e intercale um amperímetro, (ou seja um multímetro, "sintonizado" para Ampéres em corrente contínua e escolha uma escala de digamos 60A, que já é bastante. Comece a ligar mínimos, médios, máximos, stops, faça piscas, ligue o ventilador do aquecimento, desembaciador traseiro, aquecimento dos bancos, etc... e vá controlando a intensidade da corrente que passa à medida que vai pedindo consumo. Quando achar que já não há mais nada para ligar dê-lhe mais vinte ampéres para "aqueles" Cibié que há-de comprar. E pronto é essa a escala escolhida.
    Se não conseguir um multímetro para 60A pode fazer aparelho a aparelho e depois somar tudo.
    Atenção a que circuito de arranque não passa por amperímetros assim como o isqueiro quando exista.
    E a capacidade do alternador também não tem nada a ver com isto.
    A título de exemplo a escala maior dos Smith usados em tudo o que era carro inglês, ia até 60A.
     
  10. Esta é apenas uma opinião, acho que seria mais útil se fosse instalado um voltímetro, o amperímetro já não é usado em varios países à alguns anos, alem de ser ultrapassado é um instrumento que consome muita energia, bem ao contrario do voltímetro.
     
  11. Boas pessoal, Pelo que tenho lido, ja vi que o voltimetro e melhor para instalar nos nossos bolides. qual o voltimetro mais indicado para instalar no meu 128 1.1 , penso que a bateria seja de 45 ou 55 Ampéres, nao tenho a certeza. Alguem me pode ajudar? Obrigado.
     
  12. O voltímetro é de facto de instalação mais simples e segura, para um entusiasta com menos prática, não aconselho nada a instalação de um amperímetro.
    Nem o amperímetro nem o voltímetro gastam energia significativa, o ponteiro do amperimetro está a zero quando não há fluctuação de corrente, carga ou descarga, e o consumo do movimento do ponteiro do voltimetro é simbólico.
    Eu tenho um amperímetro, e acho que num clássico o amperímetro é mais importante que o voltímetro, pois sei que depois da bateria tossir por todos os lados ao lhe ser exigido o consumo do motor de arranque (centenas de ampéres não registaveis nos nossos amperímetros), o alternador lá fornece a carga de reposição à coitada da bateria e monitorizo a que regime de rotação do motor é que os ampéres necessários a carregam. São opiniões...
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página