Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Alteração de carroçaria

Tópico em 'Legislação' iniciado por António Macedo Abrantes, 28 Ago 2016.

Tópico em 'Legislação' iniciado por António Macedo Abrantes, 28 Ago 2016.

  1. Boas a todos e quem puder dar uma ajuda agradeço desde já. A legislação sobre alteração de carroçarias, é um tanto ou quanto omissa em alguns aspectos. Por exemplo, refere que:

    "Quando as alterações que faz à carroçaria não são significativas e sempre que não afectem elementos estruturais nem a segurança, não tem de pedir aprovação prévia."

    A minha pergunta, e por isso referi ser omissa; o que se considera por "não são significativas e não afectem elementos estruturais e segurança"? Por exemplo, posso cortar o tecto/tejadilho de um carro e o transformar em descapotável?
    Quem puder ajudar agradeço.
    Cumprimentos
     
  2. Essa é fácil: não!
    Claramente descapotar um carro interfere com elementos estruturais e de segurança, logo requer um "projecto" aprovado.
    Se quiser trocar guarda-lamas, alterar grelhas, mudar espelhos retrovisores, tudo bem. Mais do que isso fica sujeito à arbitrariedade dos senhores do IMTT, e eles não se atravessam com nada que envolva algum tipo de responsabilidade.
     
    João Pereira Bento gostou disto.
  3. Boas, agradeço a resposta, já agora a quem devo/emos; recorrer para o tal projecto? quem o faz?
    Cumprs
     
  4. Antigamente cortavam os carochas e ficavam uns lindos descapotáveis torcidos.
    Isso certamente afecta a estrutura do carro e compromete a sua segurança.
    Será por esse motivo que @Pedro Seixas Palma falou em "projecto aprovado".
    Antigamente era mais fácil, não havia inspecções e a fiscalização era menor.
     
  5. Médio menos. Os carocha são um caso especial porque têm um chassis separado e a carroçaria não contribui de forma significativa para a resistência ou segurança. Daí que existam buggies, réplicas e kit cars baseados no carocha. A existência de precedentes facilita a aprovação pelos engenheiros de serviço do IMT. Mas o nível de arbitrariedade é elevado.
    Sobre quem pode elaborar um projecto destes, penso que está ao alcance de qualquer engenheiro, mas não me espantava se exigissem qualquer tipo de habilitação específica e um termo de responsabilidade.
    Já agora, de que é que estamos a falar?
     
  6. Boas, estamos a falar de um Fiat 124 sport acidentado cujo tejadilho teve de ser cortado, ou seja "grosso modo" ficou um 124 spider lol. Com esse antecedente, e sendo a plataforma a mesma, será complicado? é que no fundo o "modelo" é "igual".
    Cumprs
     
  7. Não, de todo. O 124 é uma construção "monocoque ", o tejadilho é parte integrante da estrutura. O Spider é um animal muito diferente, a resistência está toda no chão e no túnel de transmissão. Existem diferenças substanciais entre eles. Não me parece uma boa ideia descapotar um 124. Se fosse um 850, ainda dava, mas o 124 é estruturalmente um carro moderno.
     
    João Pereira Bento gostou disto.
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página