Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Alfa Romeo Alfa Romeo Gt 1600 Junior - Uso Diário!

Tópico em 'Diários de Bordo' iniciado por RJLouro, 5 Mai 2014.

Tópico em 'Diários de Bordo' iniciado por RJLouro, 5 Mai 2014.

  1. Este diário de bordo vai ser um pouco diferente dos existentes pois vai ser mesmo um diário no sentido literal da palavra, vou usar o carro diariamentelaugh.png

    O meu pai tinha um Alfa Romeo GT 1600 Junior que eu só tinha visto uma vez, ele trabalhava em Santarém e nós vivemos em Coimbra e só por uma vez ele trouxe o carro a Coimbra. Entretanto o meu pai teve problemas de saúde que o impossibilitam de conduzir e perdeu o amor aos clássicos. Um dia que ele estava bem desposto resolvi perguntar-lhe pelo paradeiro do Junior. O carro estava transformado para GPL quando ele o comprou, e numa IPO repararam que o depósito não estava de acordo com o legalizado. O meu pai levou o carro para a oficina para corrigir o problema e entretanto a oficina faliu. Isto despertou-me interesse, com o crescente aumento dos combustíveis, impostos auziliares para os diesel, etc, etc, um clássico a GPL parecia ser interessante.

    Começo a fazer contas de cabeça com os seguintes pressupostos:

    - IUC: isento
    - Seguro para uso diário: 200€
    - Consumo: em novo eram 10.5l/100, que sejam 13l de GPL com o meu trajecto diário (60km diários em via rápida a 80km/h, apenas um semáforo e uma rotunda para para-arranca), é o equivalente a 6.5l/100 de diesel.

    Como actualmente conduzo um mercedes 190D que gasta 7l/100 e paga 220€ de seguro, mais 20€ de IUC, isto prometia. Começou a crescer o entusiasmo, eu não me importava de gastar mais uns € por mês para andar com um carro que realmente gostasse, já que o 190D é muito bom e tal mas não é muito entusiasmante.

    Avanço com tentar recuperar o carro. Começo a fazer uns telefonemas e felizmente o meu pai tinha amigos, desta feita um antigo mecânico que reconheceu o carro uma vez que a oficina tinha as portas abertas e foi lá buscar o carro, que supostamente já tinha o depósito novo e só faltava legalizar. Infelizmente perdeu o contacto com o meu pai e o tempo foi passando. Quando lhe telefonei fiquei a saber que o carro tinha sido todo reparado de motor, e que quando ele o foi buscar reparou que a junta da cabeça com o tempo estava a desfazer-se e levou uma nova. Como sempre esteve em garagem, de chapa também não estava muito mau.

    Mando então prosseguir com a inspecção para legalizar o kit GPL mas tive azar, a empresa que tinha construído o kit também já tinha falido e as fichas de omologação da época não eram aceites actualmente. Tinha que levar um kit novo ou retirar e ficar a gasolina. Aqui veio a primeira decisão difícil, que fazer? Por a gasolina e ficar um clássico de fim de semana, ou investir mais 1000 e tal euros e tentar esta experiência? Resolvi tentar a experiência, afinal carro de fim de semana já tenho e este ia acabar por ficar a um canto.

    Pois bem, muito tempo depois, e mais algumas peças que foram sendo necessáriás, quinta feira passada fui buscar o carro , e é o segundo dia que o estou a usar diariamente.

    A ideia desde diário é ir colocando a minha experiência, e até que ponto é viável usar um clássico no dia-a-dia.
     
  2. 1 Maio 2014

    O grande dia. Arranco para Santarém a meio da manhã e chego por volta das 12:30. O carro lá está, legalizado e pronto a andar. Verifico níveis, pressão dos pneus, colo os autocolantes "Quadrifoglio Verde" que tinha encomendado da Alfaholics, e cá vimos nós. Antes de arrancar atestar o depósito de GPL até para fazer a média em auto-estrada.

    Primeiras impressões, problema nos travões, a primeira travagem leva o pedal ao fundo e a travagem é pouco eficiente, é preciso injectar para ganhar pressão. Tudo bem, é auto-estrada, é ir com cuidado e agradecer ao Sr. da IPO que deixou passar o carro assim! O "ralenti" está um bocadinho baixo, certinho mas ás 650-700 rpm. Mas não se vai abaixo, pelo menos a frio. Engasga-se do ralenti às 2000, mas nada de especial, já conduzi pior =)

    Na auto-estrada decido manter a velocidade aos 100km/h, o carro é bastante confortável para um carro com 40 anos e parado há pelo menos 10. Não parece aquecer, boa pressão de óleo, sobe Torres Novas sem grandes problemas a 110. Entusiasmo-me e suto para 120km/h. Faço a viagem toda a 120, uma ou outra ultrapassagem a roçar os 130, mas sem problemas. Chega a Coimbra sem qualquer paragem, um grande feito penso eu.

    Chego a Coimbra, quase a chegar a casa e o primeiro problema, começa a não querer passar das 3000 rotações, até que para por completo. Um sintoma muito semelhante a falta de GPL, mas era impossível ter gasto 40l de GPL em 160km, certo? Resolve não trabalhar, nem a GPL nem a Gasolina. Verifico se havia algum fio desligado, se a bobine estava quente, etc. Tudo parecia estar OK, mas trabalhar é que nada. Falo com o mecânico que me pergunta se eu tinha posto gasolina, já que ele tinha posto muito pouco e já não devia haver quase nada no depósito. Lá vou eu buscar 2l de Super 98, coloco no carro e lá pega, era mesmo falta de combustível. Tá a ir às bombas atestar de GPL para ver se de facto gastou o depósito todo ou não, e como esperava só consegui por 18l que dá uma média de 11.25l/100 em auto-estrada.

    Estaciono e passo o resto da noite a olhar pela janela, o raio do Junior é mesmo bonito!
     
  3. 2 de Maio

    Acordo cheio de entusiasmo para fazer a primeira viagem até ao trabalho no Junior. Ainda está a gasolina depois do dia de ontem, decido experimentar GPL outra vez quando estiver na via rápida pois é necessário desligar a gasolina e esperar que gaste o que está nas tubagens e carburadores. Funciona a GPL sem problema, vai a GPL até ao trabalho.

    É surpreendemente confortável, pouco barulho, buracos e lombas é sem problemas, um bocado quente graças à superficie em vidro, mas já estava a contar. Volta e meia um cheiro a gasolina suspeito, vou ter que investigar melhor.

    O regresso do trabalho é maravilhoso, o fim do dia mais fresco, a sensação de fim se semana e as cores do por do sol fazem de uma viagem rotineira um verdadeiro prazer. Mesmo que não compense financeiramente estou disposto a pagar mais um pouco para ter isto todos os dias!
     
  4. Não me ocorre dizer mais nada a não ser dar~lhe um ENOOOOOOOOOORMEEEEEEEEEEEEEE


    APLAUSO!

    wink.pngbiggrin.pngbiggrin.pngbiggrin.pngbiggrin.pngbiggrin.png
     
    Paulo Jorge Coutinho e RJLouro gostaram disto.
  5. Muito, Muito BOM

    Parabéns por salvar dos mais lindos senão, mesmo o mais lindo clássico que se pode ter.

    E ainda por cima para "Daily use".

    Que boa inveja tenho dessa utilizaçãobiggrin.pngbiggrin.pngbiggrin.pngbiggrin.png

    Parabéns e muitas e belas curvas com esse maquinãolaugh.png

    PS: Umas fotos para nos babarmoswink.png

    Abraço,
     
  6. Um Alfa Romeo a GPL?! Não acredito....só vendo fotos da máquinabiggrin.png
     
    ricardo silva neves gostou disto.
  7. Antes de mais, uma grande saudação pela iniciativa. É de louvar, e este tipo de atitudes só beneficiam tanto o carro (que foi feito para isso e não para ficar a pastar na garagem) como a indústria que o suporta, que assim continua a ter clientes no activo.

    Atenção que é provável que nos próximos tempos ainda possa surgir um ou outro problemazito devido ao grande período de inércia, mas se for bem cuidado é máquina mais que à altura do desafio.

    De facto convinham umas fotos da máquina para ilustrar esta história tão bestial. Os kits de GPL eram comuns nestes carros em Itália, por isso não é nenhum sacrilégio usar um hoje, ainda por cima nos tempos que correm.

    Um abraço e bons km com esse maquinão! Cá estamos à espera de mais notícias.
     
  8. O entusiasmo é tanto que me esqueci das obrigatórias fotos, que grande falha! Já coloco algumas, mas nos próximos dias vou tirando até para ter um diário ilustrado da evolução da máquina até ao estado que espero ser mais a fugir para o original mas com um ou outro detalhe do GTA.
     
    Paulo Jorge Coutinho gostou disto.
  9. Muito boa ideia e excelente iniciativa!

    É mais um na estrada. Não está original mas muitos deles andaram a gás em Itália nos anos 60 e 70.
     
  10. Fotos ainda na oficina antes de instalar o GPL:

    IMG_9532.jpgIMG_9535.jpg

    Detestei estas jantes no inicio, começo a gostar delas. Mas as jantes era uma das coisas que gostava de colocar as do GTA.

    IMG_9514.jpg

    O motor, antes de instalar o kit novo.
    IMG_9518.jpg

    O interior com o fantástico Hellebore. Não é de origem do 1600, mas fica tão bem que não quero saberlaugh.png
    IMG_9525.jpg

    Um detalhe dos interiores com algum trabalho pela frente. De notar que todos os interiores são do 1750 GTV, o meu pai já o comprou assim.
    IMG_9524.jpg

    Antes de arrancar, homenagem obrigatória ao Ugo Sivocci. Eu sei que o original não tinha, mas é daquelas coisas que mexe com cada um, há quem ponha ferraduras na grelha, eu não aceitava conduzir um Alfa Romeo sem o Quadrifogliowink.png
    1410909_10152413898848606_6549586496958792737_o.jpg

    Na quinta feira em Santarém, antes da primeira viagem.
    DSC00397.JPG

    Já em Coimbra, numa foto que quase podia ter sido tirada 40 anos atrás.
    10275435_10204180637223167_7835029454052352620_o.jpg

    No fim de semana, quando foi apresentado aos amigos que também gostam de clássicoslaugh.png
    10295370_10204180581861783_5032047734378174711_o.jpg
     
  11. Excelente ideia. O depósito do GPL ocupa a mala toda? Os tubos do GPL nas bocas dos carburadores parecem tentáculos do Alien. É impressão minha ou estão dois servo-freios instalados?
     
  12. O depósito de GPL é de 45 litros e ocupa o espaço do pneu suplente na mala. É uma boa forma de não comprometer o espaço de carga. quando um pneu furar rezamos para que o spray anti-furo funcione até à próxima casa de pneus, se for um corte ou rebentar lá terá que ser o reboque, afinal de contas pagamos para quê?

    Estes modelos tinham 2 servo-freios, era mais uma das características muito particulares e avançadas para a época, juntamente com os discos às 4 que nem os 2002 tii tinham. Na inicio de 1974 (o meu foi fabricado em Moçambique a 8 de Janeiro de 1974 de acordo com o centro de documentação histórico da Alfa Romeo) o preço em portugal de um 1600 Junior era 227 338 escudos, o preço de um 2002 tii era 224 683 escudos. Assim se vê o prestígio que a Alfa tinha na altura.
     
    Hugo Viana da Silva gostou disto.
  13. Boa noite caro Louro. Primeiro que tudo os meus parabéns por usar o Alfa Romeo no dia-a-dia, também eu já o fiz durante anos com um 1750 Gtv.

    Segundo, esse seu 1600 Gt Junior estava perto de Santarém, mais precisamente em Alpiarça na oficina do Sr. Moedas. Era originalmente um volante á direita e tem o sistema típico desses carros (dois servofreios). Lembro-me também que a bomba de travão precisava de uns cuidados e, se ainda não fez nada, aconselho retirar um dos servofreios e colocar uma bomba de travão nova das normais de carros de volante á esquerda.

    Boas voltas!!! Um tópico que vou acompanhar de certeza!! ;)
     
    RJLouro gostou disto.
  14. Já agora: os bancos que tem montados são de um 1750 Gtv 2ª série, que penso eu ter sido também pertença do seu pai.
     
    RJLouro gostou disto.
  15. É precisamente isso! Foi o Sr. Moedas que conseguiu resgatar da oficina falida onde ele se encontrava. Tinha de facto um problema na bomba de travões, mas ainda foi o meu pai que comprou uma nova e que a mandou instalar, mas como não está a travar bem tenho que perceber com o Sr. Moedas que tipo de intervenção foi feita e quando.

    Eu pensava que todos tinham 2 servofreios, só os de volante à direita é que traziam dois?

    Em relação ao interior, o meu pai na altura comprou este 1600 branco e um 1750 GTV vermelho sem interiores. Segundo o antigo dono ele tinha perdido os interiores do 1600 e tinha colocado os do 1750 no 1600 por gostar mais de andar com o 1600. Na altura a internet não é o que era agora, e por recear ser muito difícil encontrar uns interiores para o 1750 vendeu-o.
     
    Pedro Pereira Marques gostou disto.
  16. Hum, e esse 1750, quem será que o tem?wink.png
     
    Pedro Pereira Marques gostou disto.
  17. Só os de volante á direita tinham dois servo-freios e, para além disso, tinham uma bomba de travão central diferente para suportar o sistema duplo. Se retirar um dos servo-freios e colocar uma bomba normal deve ficar com o problema da travagem resolvido. Os 1750 2ª série de volante á direita tinham os pedais da embraiagem e do travão a vir do chão e não de cima como os de volante á esquerda. Já não me lembro muito bem do seu carro, mas pelos servo-freios diria que continua com os pedais a vir do chão, mas agora no lado esquerdo certo? Outra hipótese é mudar todo o sistema para os pedais a vir de cima e fazê-lo á semelhança de todos os 1750 Gtv 2ª série de volante á esquerda, deste modo existe mais peças disponíveis e pode vir a facilitar-lhe quer a manutenção futura, quer a fiabilidade dos sistemas de travagem e embraiagem.

    O 1750 Gtv vermelho (que era originalmente beje) fui eu quem o comprou. Precisa de alguns mimos, mas já tem os interiores correctos de 1750 Gtv 2ª série.

    Um abraço e boa continuação. É bom saber que ainda por aí existe muito Alfa Romeo antigo a fazer as delícias de alguém no dia-a-dia.
     
  18. Bem, nem imagina a alegria que me deu ao saber que o GTV foi para si! O meu Pai certamente também vai ficar muito satisfeito quando lhe disser :)

    O meu Junior tem de facto os pedais a vir do chão, e eu preferia manter assim. Se o original no 1600 Junior era pedais do chão e apenas um servofreio, e a menos que existam muitas vantagens noutra configuração para um uso diário, prefiro mantir como era de origem.
     
  19. O seu carro nas versões de volante á esquerda usava pedais a vir de cima!

    Só os carros de volante á direita é que tinham os pedais a vir do chão.
     
    RJLouro gostou disto.
  20. Ok, nesse caso é algo a ponderar. Neste momento, e por questões de custos vou ter que simplificar, acabei de ficar sem travões na totalidade. Felizmente a poucos km's de casa, deu para chegar com caixa e travão de mão, agora é arranjar tempo no fim de semana para ver qual a melhor solução.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página