Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Alfa Romeo 33?

Tópico em 'Alfa Romeo' iniciado por Tiago Filipe Agostinho, 17 Ago 2012.

Tópico em 'Alfa Romeo' iniciado por Tiago Filipe Agostinho, 17 Ago 2012.

  1. Boas a todos, hoje um amigo disse-me que o pai dele tem um Alfa 33 (da primeira versão) e que quer despacha-lo -.-!
    Pelo que ele me disse, o carro tem uma cave de roda podre, esta parado há uns bons anos, tem +/- 90.000km, e pouco mais...

    Sabem +/- de que ano é este carro, a carroçaria é frágil?
    O que me dizem do motor?

    Cump's
     
  2. Eu tive um 33 1.5 ie que comprei novo em 92 e um amigo meu tinha o modelo anterior. Um 33 1.5 da primeira série http://it.wikipedia....i/Alfa_Romeo_33 . Apesar dos motores serem idênticos existem enormes diferenças. Na primeira série o motor boxer (4 cilindros opostos) é alimentado por dois carburadores duplos. No caso do dele eram 105 cv e no meu a injecção 98cv . O modelo a carburadores tem um som fantástico (performance a condizer), que a panela de escape se encarrega de tornar ainda mais viciante porque faz um som e estalidos metálicos (principalmente nas redução mais fortes). O comportamento na estrada é muito bom. Centro de gravidade muito baixo. O do meu amigo não tinha direcção assistida (o que é mau! para as manobras). Também mau é que o consumo e os ruídos parasitas. A caixa e travões também tinham os seus pontos fracos (com os anos). Mas pessoalmente guardo excelentes recordações do carro. Em termos de chapa o 33 é 5 estrelas quando comparado com o Alfa Sud (seu antecessor). Penso que já eram sujeitos na construção a tratamentos anti-corrosão.

    cumps.
     
  3. Muito obrigado pela ajuda, só mais um ponto!
    Quanto é que levam aqueles dois "canecos" (se é que me entende!)?
     
  4. se é a carburadores não te livras de menos de 10lts!!

    Trabalho frequentemente com esses carros e devo afirmar que possuem muitos pontos negativos, mas também muitos posivivos. o comentário que o amigo brito deixou exprime bastante bem o que este carro é.

    Como são carros italianos, podes vir a ter bastantes problemas com electrónica, mas isso é um calhar... uma coisa que deves ter MUITA atenção é a muda do óleo, que deve respeitar à risca os prazos e o óleo indicado para o motor.

    Se tiveres cuidado consegues ter um 33 fiável para umas voltas, carro que eu acredito que venha a ser um clássico bastante procurado e valioso... espero não estar enganado.

    Boa sorte ;)
     
  5. Boas Diogo, obrigado pela ajuda, mas diga-me uma coisa, esses com que você trabalha frequentemente são de 2 carburadores duplos ou simples?
     
  6. quando se diz primeira série na verdade são de segunda e de segunda na verdade são de terceira.. os de primeira série eram quase iguais ao de segunda mas saíram muito poucos e tinham um carburador simples apenas... já os de segunda serie quando se produziram bastantes eram todos de dois carburadores duplos ( presumo que estejas a falar de um desses).
    Trabalho frequentemente também com os de injecção, tanto de segunda como de terceira série
     
  7. Por acaso este que estou a falar penso que seja da 1º versão, pois este será de 87,88, algures por ai, mas não ateimo,porque ainda não o vi, logo não tenho a certeza, mas penso que em breve (se tudo correr bem) vou poder dizer com toda a certeza se este é mesmo um dos 1º's.
     
  8. nao tenhas problemas com essa historia dos carburadores, pois logo na primeira volta nele nao vais querer outra coisa!! (numa questão de gostos, essa serie é a mais bonita)
     
  9. Pelo pouco que vi na net, gostei bastante! bem simples, mas engraçado!
    Mas não o troco pelo meu Honda, nem por este nem por nenhum carro do mundo!
     
    Diogo Dimas gostou disto.
  10. Mas pelo que vi nos stand's da net, estes carros estão completamente desvalorizados (400, 500, 600€) muitos carros destes com inspeção, vidros electricos, etc, por este preço, alguem me consegue explicar o porque de este modelo estar tão desvalorizado?
    Uma vez que estes carros são pouco vistos a andar, pelo menos em Vila Franca e arredores é rara a vez que vejo um a andar, sempre pensei que fossem mais valorizados!
     
  11. Tambem por cá já andam bem poucos ! Conheço uns dois ! E um que está jogado num terreno !
     
  12. Porque são baratos?? São tantas e tão óbvias as razões. Os Honda quase que não precisam de manutenção, são aquilo que está à vista, japoneses, racionais, "simples", mas também algo desinteressantes (os CIVIC normais), etc. Mas o 33 é como o casamento... Diz-se" Quem pensa não casa e quem casa não pensa! !! Com o 33 é a mesma coisa. Se pensas muito não compras, mas se compras não podes pensar muito. O carro em si era engraçado em termos estéticos, mas acho que é na alma do Boxer que residem os seus verdadeiros encantos. O engenheiro responsável pelo seu desenvolvimento na Alfa vinha da Porsche. Portanto, aquele motor não é o tradicional 4 em linha banal da maioria dos fabricantes. Tem um "pedigree" superior. Quem usa motores Boxer? Porsche, Subaru e os antigos Alfa... Ou seja, são motores com uma alma e complexidade muito própria. A fama que os Alfa tinham na altura não era boa. Que davam problemas eléctricos, a afinação dos carburadores obrigava a uma máquina própria, etc.http://home.planet.nl/~koper193/16v_specs.html . A injecção da Bosch do últimos modelos mudou isso e o meu 33 1.5 IE nunca me deu esse tipo de chatices. Mas quem compra um "animal" destes tem que ter uns euros bons...
    cumps.
     
  13. Se ainda não compras-te podes saber mais sobre a marca aqui: www.alfaromeoteam.com

    Deve ser da 2º série. Têm pouco valor de mercado mesmo, um pouco devido á fama e também por verdadeiras razões. A chapa é relativamente fraca, tem zonas onde tipicamente apodrece sempre. Sofre de problemas electricos que na sua maioria são maus contactos e de fácil resolução, travões e suspensão também não é grande coisa, e a qualidade interior deixa a desejar.
    Porém, nem tudo é mau. O motor é 5*, em fiabilidade, prestações e som. mesmo um 1.3 releva uma alma fenomenal para a época. São leves (950 Kg +/-) o que também ajuda.Também não é difícil arranjar peças e quem lhes mexa, basta saber onde.

    Resumindo, é mesmo um carro para quem gosta. Se a marca e o modelo não fizerem click... não vale a pena comprar ;)
     
  14. Essa coisa dos problemas... tem muito que se lhe diga!

    Há uns 4 para 5 anos comprei um 33 1.5 ie que estava quase abandonado num stand no Cartaxo por 600€... durante um certo tempo fazia diariamente Cartaxo-Azambuja mais as deslocações de fim de semana, que incluíram muitas idas a Milfontes.
    Depois de vir morar para Milfontes, passou a fazer regularmente o percurso daqui para Odemira e mais tarde daqui para o Porto Covo numa base diaria.
    Fazia com alguma frequencia viagens a Lisboa e ao Algarve... bom, em cerca de 2 anos fizemos com ele 42mil kms apenas e só com manutenções normais... quando o vendi foi com as mesmas pastilhas com que veio!!!!!!!
    Os 1.5 ie são inclusivamente bastante bons para uso diário, pois dependendo da condução chega-se a baixar dos 6,5 aos 100... gostei tanto que não deverei demorar muito e entrar no mercado para comprar outro!
     
    zé santos e Diogo Dimas gostaram disto.
  15. Gostei imenso do comentário, principalmente da parte do 'abaixo dos 6.5l' .. e da fiabilidade que me parece ter sido de uma enorme sorte
     
  16. Tenho 6 Alfas no curriculum e a fiabilidade nunca esteve afastada de nenhum deles... ainda que só e apenas com 3 fiz quilometragens mais elevadas... o 75 TS fêz cerca de 50mil, o 33 os 42mil referidos e o ultimo, um 155 também andou acima dos 40mil, tenso sido o pior deles, mas por razões mais ou menos justificadas: mau uso de anteriores donos e imobilização porlongada antes de chegar ás minhas mãos!

    Não creio que a fiabilidade demonstrada tenha nada a vêr com sorte!
     
    zé santos gostou disto.
  17. Seja com que factores tiver relacionada não parece ser algo regular entre os alfistas...
     
  18. Quantos Alfistas conhece pessoalmente?
    Quantos utilizadores de Alfas conhece pessoalmente?
    Ou estamos ainda a falar de velhos mitos?

    Do género: desafinam muito, é uma dor de cabeça com os carburadores... nem imagina as vezes que ouvi isso, acerca dos 3 carros referidos!!!!! É que por acaso qualquer um deles tinha injeção!

    Conheci muitas dezenas de Alfistas, (fui sócio fundador do ARCP) e todos coincidem em dizer que não têm problemas com os carros...

    E mesmo a questão de desafinar carburadores... pergunte a qualquer um que use qualquer carro com 2 duplos durante dias a fio no transito citadino o que acontece!

    1ª regra para que um Alfa não dê problemas: sempre a fundo!
     
  19. Ò Carlos deixa lá estar isso pá. Não vale a pena. Nota-se perfeitamente que o Diogo nunca teve um Alfa Romeo e fala por falar daquilo que ouviu de quem também nunca teve um Alfa, por outras palavras, fala sem conhecimento de causa.

    Diogo: compra um Alfa e depois podes falar com razão. Depois podes dizer que o sistema Vtec da Honda foi copiado da Alfa, que as duas velas por cilindro da Honda foi copiado da Alfa e que o desenho do CRX foi inspirado no Alfa Junior Zagato.

    Como tenho um Honda, Honda Jazz, posso falar com conhecimento de causa: excelente carro, muito fiável, grande motor com excelentes avanços tecnológicos... os mesmos que o meu Alfa Romeo 75 tem: abertura de válvulas variável e duas velas por cilindro. Sim a Alfa Romeo já usava tudo isso desde os anos 70 em carros de produção.

    Como costumo dizer aos meus filhos à hora do jantar: porque é que dizes que não gostas da sopa, se ainda não a provaste? :)
     
  20. Hehe, eu também não gostava da sopa e agora como-a sempre á frente :)

    Falando do 33, tenho um 1.3 s de 1988 acerca de 5 meses com 180.000km, tanto no antigo dono como nas minhas mãos os problemas foram zero, tenho somente um promenor a resolver que penso que seja de um fusivel queimado, a chaufagem e a luz do interior não dão !!!

    Eu nem ligava muito aos 33 mas assim que tive esta oportunidade fiquei de boca aberta com o potencial da maquina, o bixo responde de uma maneira incrivel é de facto um lobo em pele de cordeiro.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página