Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Alfa Romeo: 33 ou 75 ???

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Rafael Isento, 9 Set 2016.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Rafael Isento, 9 Set 2016.

  1. Eis uma questão aos entendidos na matéria, Alfa 33 ou Alfa 75?

    Noutro tópico discuti a hipótese de ficar com um Citroën BX Sport, que supostamente era para despachar.
    Resumindo, a história ganhou um contorno diferente e o BX provavelmente será um caso perdido.
    No entanto ficou a vontade de realizar um desejo antigo, adquirir uma viatura para Ralis de Regularidade.
    Para a Regularidade não é necessário nenhum bólide altamente evoluído, pelo que as permissas para a escolha serão as seguintes:
    - Ano de matrícula até final de 1989;
    - 1.3 ou 1.5 carburado no 33 / 1.6 carburado no 75;
    - Fiável;
    - Manutenção acessível;
    - Valorização futura.
    (a revenda será um ponto importante, nunca se sabe qual a necessidade de "upgrade")

    Posto isto, qual a melhor escolha?
    Alfa Romeo 33 ou 75?
    Boxer ou Tracção Traseira?

    E corrosão? Qual o mais amigo do óxido?
     
    António José Costa gostou disto.
  2. O 75 é o último "verdadeiro" Alfa, na minha opinião, com o seu motor longitudinal e transaxle. Nada de simples na mecânica.
    O 33 tem a seu favor o velho Boxer, mas perdeu os discos inboard do Alfasud :-( Torna a manutenção mais simples, mas não tem metade da piada.
    Não creio que nenhum venha a valorizar por aí além nos próximos anos, mas se fosse apostar colocava o meu dinheiro no 75.
     
  3. Pondo todos os pontos em cima da mesa os 33 são a escolha racional:

    Coisas boas
    • facilidade em arranjar peças;
    • leve (< 1000kg)
    • (muito) baixo centro de gravidade;
    • motor Boxer carismático;
    Coisas más
    • qualidade de construção anedótica;
    • travagem péssima;
    Sinceramente não considero o 75 sequer uma opção para o efeito pois é um carro incomum para o qual não será tão fácil arranjar peças o que tornará eventuais paragens mais longas seja a nível de mecânica como de chapa, algo que em competição não costuma ser proveitoso. Adicionalmente a versão 1600 que é de longe a mais fácil de encontrar não deve ser nenhum portento e pouca vantagem deve tirar da propulsão.

    Nenhum dos modelos deverá valorizar em flecha com exceção para os 33 QV e para os 75 TwinSpark ou Turbo mas este capítulo também me parece que não encaixa num cenário de utilização desportiva onde não vamos propriamente estimar o carro ;)
     
  4. Eu comprava o 75 1.6 para usar o motor como mesinha de café para a sala! Mesmo na sua encarnação dos anos 80 o twin cam é um motor lindo! 500€ devem comprar um.
     
    Rafael Isento gostou disto.
  5. @HugoSilva para o uso a que se destina não necessita ser uma escolha racional, contudo tem que ser algo que sirva o propósito. Fiabilidade é um ponto importante, assim como manutenção acessível. O ideal é uma boa base para poder evoluir aos poucos.
    Nos 33 o meu interesse seria pelo 1.5 TI ou o 1.3 S em alternativa. Primeira opção mesmo era pelo 1.7, mas não há nenhum disponível.
    Nos 75 seria pelo 2.0, 1.8 e 1.6, por esta ordem. Mas pelo que vejo as opções disponíveis são 1.6, 1.6 I.E. e 2.0 TS. Pela disponibilidade só o 1.6 faz parte das preferências.

    Quanto a comportamento dinâmico, qual o mais indicado para andamento vivo?

    A sonoridade é fácil, adoro o boxer carburado.
    O estilo é fácil, gosto muito do 33.
    O interior é fácil, adoro o 33.
    A escolha é difícil, o 33 reune mais pontos a favor mas o coração bate mais pelo 75. :(
     
  6. Ora aqui está uma questão interessante com uma resposta que se fosse fácil... não teria originado a questão! :D:

    Qualquer "alfista" vai usar o argumento de que o 75 é o ultimo verdadeiro Alfa para apostar neste.

    Sendo certo que nenhum deles irá valorizar por aí além (no 75 estamos a falar de 1.6) a minha escolha iria sempre para um 33.
    E... porquê um 33?
    Antes de mais porque há muito que mantenho a opinião que para andar "despachadito" em estrada aberta um FWD será sempre mais "acessível" a um "piloto" que não seja muito dotado (o meu caso).
    Por outro lado os 33 têm uma mistica especial que os torna extraordináriamente cativantes. Ao ponto de terem legiões de fãs que mais que "alfistas" são "trintaetrêsistas".

    Um 1.5 TI com uma cx de um 1.3 ou um 1.3s com um 1.5 lá montado... (não falo de um 1.7 pois são dificeis de encontrar) e com uns pequenos melhoramentos na suspensão e na travagem (aqui precisa mesmo) pode ser uma "arma temível" nas regularidades. É um carro com uma estabilidade quase a toda a prova faltando-lhe no entanto alguma maneabilidade,
    Para quem quer entrar nas regularidades com um carro "barato", fiável, engraçado e... diferente!

    Quem quiser um carro realmente competitivo vai com um AX GT.
     
    Rafael Isento gostou disto.
  7. Essa do AX é boa, mas já tenho um...
    FWD "despachadito"? O meu AX encaixa no perfil, com a vantagem de já ter a travagem e suspensão melhoradas (de origem B)).
    O que é que me falta?
    Não sei bem explicar, é aquela coisa da mística italiana, do "cuore sportivo".
    Porque gosto mais do 33 e estou mais inclinado para o 75?
    Bem, porque a hipótese de "envenenar" o "bólide" é uma opção e, um 75 "envenenado" parece uma opção com mais emoção!
    Estou num dilema...
     
  8. O teu é capaz de não dar pois deverá ser novo demais. Precisas de um GT (para não falar de um Sport que seria a "cereja no topo do bolo"... Um 205 XS ou GT seria uma belissima opção desde que já fosse com o TU montado.

    Voltando á "vaca fria", um 75 envenenado é coisa para não te valer de muito ou então tens que investir bastante "massa"! Há que ver que os "bialbero" da Alfa já estão "envenenados" de origem e por isso não há muito que possas fazer para ir buscar mais uns cavalitos... a opção por um autoblocante é relativamente cara e o caminho mais fácil acaba por ser de um TS, Turbo ou V6... que é demasiado longo para o que pretendes.

    Volto a dizer o 33 com um 1.5 de 105cv e cx do 1.3 (mais curta) leva com as afinações normais do "hardware" que já lá está e tens carro para o que quiseres. O comportamento não sendo famoso dá bem para o gasto e uma coisa é certa, se a frente passar o resto já passou. Quanto á mecânica parece-me que de origem não há preocupações de maior a não ser as normais... com algum "veneno" em cima e neste aspecto já são "envenenados" de origem apenas me preocuparia com as capas de biela!

    Há muito que digo que um 33 faz um excelente "track car" e nem me tinha lembrado dele para as regularidades mas depois de pensar nisso reitero que é uma grande opção para quem quer ter uma participação condigna num carro "diferente" e com estilo.

    Para quem quer discutir a coisa a sério já optaria por aquilo que sabes... e isto sempre numa optica de relativo "low cost"!
     
  9. :D:

    Para mim certo certo é, se a traseira passar a frente já passou!

    :D::D::D:
     
    Carlos Vaz gostou disto.
  10. Depende!

    A minha "maria" tentou fazer com que a traseira do "fumarento" passasse antes da frente! Acabou por apontar a um poste que desenhou um V muito pronunciado mesmo ao meio da traseira! ;):D:
     
    Rafael Isento e afonsopatrao gostaram disto.
  11. Stock o 33 é o carro com o pior chassis que já conduzi. O meu pai teve um 1.5TI comprado novo em 1989 e o carro era uma frustração assim que o acelerador passava de metade de curso. O carro não conseguia lidar com os 105cv do motor de forma nenhuma. O interior era bonito e o cantar do boxer era entusiasmante!

    Nenhum dos dois modelos 33 ou 75 tem potencial de valorização no futuro parece-me. Só um 75 imaculado e com uma das motorizações mais exóticas turbo ou V6.

    De 89 e com potencial de valorização? Honda CRX
     
    #11 Bruno Carmona, 11 Set 2016
    Última edição: 11 Set 2016
    Rafael Isento gostou disto.
  12. @Carlos Vaz cá para mim a "Maria" gosta é de queimar pneu! Isso da traseira passar antes da frente é coisa de "petrolhead" :D:
     
  13. Compreendo e posso até concordar, inclusivé pela escolha do Honda, mas há qualquer coisa nos italianos que não se explica.
    Gosto muito dos Honda, mas não os vejo como clássicos.
    São bons, fiáveis e têm uma mecânica fantástica mas, junto dos italianos, falta algo...
     
  14. Caro @Rafael Isento , acho que devias comprar outro AX mas o GT carburado, que também era o que eu provavelmente devia e inicialmente pensei e fazer mas não fiz:D.

    voltando aos desejos Italianos, uma pergunta se impõe, que Ralis de Regularidade pretendes fazer os de Regularidade Histórica ou os de Regularidade Sport?

    Presumo que seja os de Regularidade Histórica e entre os modelos que indicas acho sinceramente que mesmo nestes ralis um pouco mais calmos falta motor ao Alfa 75 1.6, toda a gente diz que é um portento a curvar, mas o motor 1600cc leva tempo a dar "embalo" ao peso do carro e se for com esta motorização decididamente um 33 é melhor opção.
    Se é verdade que se calhar em 50% ou mais dos troços não vais pedir "cavalos" a fundo, quando precisares deles com curvas de 1ª e 2ª, subidas íngremes, etc, precisas mesmo deles e acho que o 75 1.6 não os tem.
    Ser um carro maior por vezes também não ajuda o 75, mas não é tanto por ai.

    Assim sendo para este propósito ou arranjas um 75 e ou é um 2.0 ou colocas lá um 2.0, ou compra um 33!

    É a minha modesta opinião:D:.

    Abraço,
     
    Rafael Isento gostou disto.
  15. @António José Costa eu gosto muito do AX (leia-se, adoro o bicho) provavelmente da mesma forma que gostas do "Endiabrado".
    Ora diz-me lá, qual é o clássico na tua garagem? O Endiabrado ou o Flecha?
    O AX para mim é um brinquedo, não é um clássico (talvez lá chegue, a Topos & Clássicos disse que sim em Julho :D:).
    Os 33 e 75 também não serão os verdadeiros clássicos da Alfa, mas para Regularidade já cumprem o requisito.
    Eu gostava muito dum 75 2.0 carburado, mas encontrá-los é uma utopia. Carburados só aparecem os 1.6.
    2.0 TS ou 1.6 I.E. também aparecem, mas o 1.6 I.E. está de parte. O 2.0 TS poderia ser uma opção, e em consumos , utilização intensiva e performance faria mais sentido que o carburado, mas a manutenção é mais complexa e dispendiosa.
    O 33 é um carro que sempre me fascinou, mas de origem não é muito equilibrado. De todos os relatos que conheço da época, ouvia falar muito bem dos motores e da sonoridade, do resto nem por isso. Travagem então eram só críticas. Mas lá está, como bom "petrolhead", sou masoquista e estas máquinas deixam-me de queixo caído.

    Isto passará pelo seguinte:
    1- 75 2.0 se aparecer (dentro do orçamento)
    2- 33 1.5 TI com upgrade à travagem e suspensão (a ideia da caixa curta do @Carlos Vaz também me agrada)
    3- 75 1.6 com a perspectiva de um transplante para 1.8 ou 2.0
    4- 33 QV (qualquer um), mas depois tinha que vender o AX para comprar um carro para as Regularidades :D:

    Por fim, o objectivo é a Regularidade Histórica, só poderei considerar a Sport depois de ganhar alguma experiência.
    Não estou habituado à navegação nem à contagem dos tempos, dos Roadbooks só tenho experiência no TT turístico.
    Resumindo, primeiro vai ser pelo convívio, depois por acertar o andamento, por último poderei pensar em medalhas :D:
     
  16. São ambos Brinquedos:D:.
    Mas o Flecha, é o "clássico" de passeio. O Endiabrado o ´"plástico" dos devaneios.
    Acho que o @Carlos Vaz e se calhar arrependo-me do 3º que comprei, mas isso são outros quinhentos.
    Agora algo importante, acho que deves 1º experimentar um Rali com o GTi, há muito boa gente que adora carros mas que pura e simplesmente não retira prazer de um Rali de Regularidade.
    Compra um conta quilómetros de bicicleta (8€ a 10€) ajustável, cortas o fio, aumentas o comprimento do mesmo, aplicas o sensor e experimenta;),
     
    Rafael Isento gostou disto.
  17. O GTi é de 1992, mas matrícula de 93.
    Ainda lhe falta um pouco para as Regularidades Históricas.
    Regularidade Sport ainda é cedo e Especiais Sprint é muito andamento para um carro que está de origem.
    Claro que já cá tenho muito veneno para o AX, mas é para usar em pista. Só com a centralina extra que está com chip de 8100rpm... o escape até frita pipocas :) Não dá para um Rali de Regularidade, é muito quilómetro para tanto andam€€€€€nto.
     
  18. Estás a meras 100rpm, daquilo que se comenta ser o máximo para a cambota sem ser equilibrada, a 8200rpm, já foste!
    Podes participar só não contas para a classificação ou levas penalização por ano do carro, já dá para teres uma ideia.
     
    Rafael S Marques e Rafael Isento gostaram disto.
  19. Esse limite das 8200 é para os blocos em alumínio, o K6B é ferro fundido e a cambota mais resistente. Os blocos do AX GTi / 106 XSi 1.4 também são os que têm maior taxa de compressão, todos os internos são diferentes ;)
    De qualquer forma tenho o motor original como reserva, novinho em folha, só tem a rodagem, 108.000kms :D

    Bom, não fugindo ao tópico, anda aqui perto de casa um 33 1.3 S e um 1.5 TI a preço interessante, vamos ver...
    Já sei que suspensão e travagem são itens a rever!
    Um 75 1.6 com mecânica 1.8 ou 2.0 vinda de Espanha também não está de parte, há uns fulanos em Vigo que arranjam muito material a bom preço.
     
  20. Como é para brincar o meu voto vai para: Alfa Romeo 75 carburado!
    São mais divertidos de pilotar...são mais...acho que são mais em tudo em relação ao 33 para o propósito que indicas...:)
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página