Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Ajuda com historial de um carro

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Jota Silva, 9 Set 2010.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Jota Silva, 9 Set 2010.

  1. Boa noite a todos,

    Apesar de não ser muito participativo, os meus conhecimentos tal não o permitem, sou visitante assiduo e neste momento necessitava da vossa ajuda.
    Necessitava de saber o histórico de registos de um veículo.
    Qual a melhor solução?
    A marca?
    Há sites na internet que a através do VIN se consegue essa informação?
    Ajudem-me por favor.

    Obrigado,
    Jota
     
  2. Terá de se dirigir ao IMTT para se imformar dessa possibilidade. Cumprimentos.
     
  3. Obrigado Nuno ;)
    Já agora consegue, ou alguem, me informar das seguintes questões?

    Paga-se?
    Tem que ser mesmo no balcão, certo?
    Que tipo de informação me podem dar?

    E com o VIN do veiculo? junto da marca, que informações me podem dar?

    Desculpem as carradas de questões.... :rolleyes

    Um abraço,
    Jota
     
  4. Boas sr Jota

    1 - paga-se 5€ (eu pelo menos paguei 5) há quem pague só 3€:rolleyes

    2- sim, num balcão do registo automóvel;)

    3- As informações que te dão é morada e nome completos de todos os proprietários que o carro teve, pelo menos a partir do momento em que os dados foram informatizados:feliz: houve quem já conseguisse registos mais antigos mesmo não estando informatizdos, mas a mim tiveram preguiça e só me deram o que tinham no computador, de 1979 para trás, de nada sei:(

    4- Não estou a ver o que é o VIN, desculpa:D

    Abraço
     
  5. Há um site na net, onde te dão os dados que referi atrás, acho que é 6€ dão referência multibanco para pagar e fica 6 meses on-line para consultar, mediante user e password que te forneçam, foi o que ouvi do site, nunca experimenteiB)
     
  6. Ola Filipe deixa o Sr, em casa, ok? ;)

    Obrigado pela ajuda...
    Já agora esse site que fala é fidedigna a informação? E já agora qual o site, para ir investigando... ;)

    Obrigado e um abraço,
    Jota
     
  7. 5 euros é o registo completo incluindo os que não estão informatizados desde o primeiro proprietário.

    3 euros é apenas o último registo.

    Eu tenho uns 30 registos completos.:D:D
     
  8. Bom, topico. Mais tarde ou mais cedo iria colocar a mesma questão.

    Vou ver se passo então na loja do cidadão para saber em que mãos já andou o meu Fiat 127:)

    Pelo menos 3 donos já teve, falta saber o resto.
     
  9. Olá Hugo,
    Esse site já tinha consultado e não dá pois trata-se de um carro europeu.
    Não sei se o filipe se tava a referir a esse... :rolleyes

    Já agora gostava de lançar aqui uma discussão...

    Acham importante esse tipo de informação quando pensam adquirir um carro?
    Em que medida é que vos ajuda a tomar uma decisão?

    Por Ex:. Um carro da década de 80 com 6 registos e apenas 100k km...é muito registo ou não? já rodou muito de mãos,porquê? os km são reais? compro ou não compro....

    Tá lançada a discussão que gostava de ver.....o exemplo é meramente indicativo....apenas serve para ver, em que medida é que essa informação é mesmo util...

    Um Abraço,
    Jota
     
  10. Boas,

    para mim considero essencial ter o máximo de informação possivel acerca de um carro a comprar.

    No meu caso pessoal, apesar do meu Camaro ser nacional, a consulta do V.I.N. foi bastante util, pois permitiu-me confirmar todos os dados constantes no livrete, ano de fabrico, nº de motor, nº de chassis. Correu bem, estava tudo correcto, mas infelizmente como sabemos, nem sempre é assim.

    E para além dessa parte mais importante de conferência de numeros para se detectar se houve alguma alteração no carro, tem uma parte que considero engraçada que é o facto de apesar do meu carro ser de 1967 sei qual a fábrica de onde saiu, quais os extras que tinha (e ainda tem), e sei exactamente em que dia saiu da linha de montagem, foi dado como acabado e pronto a sair da fábrica.

    A informação nunca é demais.

    Abraço
    Hugo Neto
     
  11. HI
    Pois isso é um pouco complicado apesar do pessoal dizer que é fácil.
    Eu explico; se o carro foi de origem nacional (primeiro país onde foi registado) temos as seguintes hipoteses:
    - Ano do último registo na Conservatoria Registo automovel do carro:
    a) os mais antigos tinham um registo parecido com o actual DU (documento unico) só que aí constavam TODOS os donos anteriores. Por isso não é necessario procurar os antigos donos dele. Do meu vauxhall sei o nome e morada (da época) dos donos. SE bem me lembro penso que os carros registados até 1958 ainda tinham este sistema.
    b) depois passou a haver (dois documentos) o registo de propriedade e livrete e aqui começaram os problemas. Porque era um sistema manual (apesar de ultimamente os livretes serem dactilografados) e que era registado em livros proprios.
    c) Com a informatização dos serviços (para o DU) há necessidade de transpor toda a informação para as bases de dados. Trabalho monstro se for tudo feito por "atacado". Aqui, mais uma vez penso, foi resolvido informatizar os dados de uma dada viatura apenas quando essa viatura mudar de dono. Por isso há queixas por não se encontrar dados relativos a alguns carros. Há uns tempos li (já não sei onde) que o arquivo ìa passar para Elvas. Não sei se se confirma essa informação.
    Agora tens de cruzar isto com carros que foram importados (na verdade foram quase todos :):))
    Ver em que ano foi importado (não podemos esquecer os emigrantes e ainda o pessoal das ex-colonias) e depois ver de onde veio. Depois seguir o rasto dele nesses paises.
    Há paises (marcas) que fornecem esses dados facilmente, outros nem tanto e alguns essa informação já ardeu (na verdadeira acepção da palavra). Como vez é dificil B)B)
    Claro que podes chegar ao IMTT e pedir informações, mas muitas das vezes (quando é importado) o que dizem é que foi atriculado a primeira vez em ../..../...; veio do país tal, onde tinha a matricula tal.
    Espero assim por alto ter contribuido para esclarecer.
    Cumps
    GB
     

  12. João,

    O documento que está a falar é a "Certidão Permanente do Registo Automóvel dos Registos em Vigor"?

    Obrigado.
     
  13. Ok, o senhor fica em casa:D

    Nunca experimentei, mas acho que o site é de"boas gentes"...

    Aqui fica o link;) Automóvel Online após clicar nele, clique onde diz:"Pedido da Certidão Permanente do Registo Automóvel dos Registos em Vigor" e é aí que deve preencher os campos

    Abraço e boa sorteB)
     
  14. :oo:oo:oo

    Se assim é, fui bem lesadoo_O o carro que eu pedi a informação teve matricula Francesa em 1978, veio para Portugal em 1981 e levou matrícula Portuguesa nesse ano, encontrando-se cancelada por falta de IPO, fui lá pedir o histórico e, já sabia que não me iriam fornecer a antiga matrícula dele nem dados do Francês, mas, fiquei aborrecido agora que me disse isso, pois só me deram um único proprietário que o registou em seu nome no ano de 1993 e, actualmente já não o é:huh::wacko::wacko:

    Abraço e obrigado pela dica, da próxima já sei, se me enganarem vão ver:huh:
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página