Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Abandonado no Qatar

Tópico em 'Perdidos e Achados' iniciado por Moises Trovisqueira, 12 Abr 2010.

Tópico em 'Perdidos e Achados' iniciado por Moises Trovisqueira, 12 Abr 2010.

  1. Não tem idade para estar aqui, mas é tão insolito que pensso que é tolerado.

    Passa-se no Qatar, um dos Paises dos Emirats do Medio-Orient onde o normal é posseder pelo menos 3 Ferrari, 5 Porsche, 2 Bentley ou uma dezena de Jaguar.
    Assim sendo certas joias do Mundo Automovel encontram-se por vezes litteralmente abandonados.

    Foi o que aconteceu a este Jaguar XJ220, encontrado abandonado na beira de uma estrada qualquer, no Deserto do Qatar, ja com uns bons centimetros de poeira em cima dele.
    Um triste fim para este raro Jaguar que foi um dos mais belos e desejados desportivos do inicio dos anos 90.

    Para quem conhece, sabe do que estamos a falar, senão, recordemos que este veiculo é uma rarissima peça de coleção, pois foram produzidos apenas 281 exemplares.

    Foi comercializado entre 1992 e 1993 o seu preço era aproximadamente de 120 Milhões de Escudos, unidade (hoje 600 000€).
    Este Jaguar foi um dos raros Supercarros produzidos pelos Britânicos, por isso tem um caràcter exceptional.
    Na altura o bjectivo da Jaguar era de concurrenciar o fabuloso Ferrari F40.

    Actualmente no mercado dos usados de excepção e leilões estes modelos estimam-se aproximadamente em 200 000€...

    Chorem Corações :-(
     
  2. Re: Abandonado no Quatar

    Assim à vista Moisés parece tudo menos Jaguar, parece sim um Mclaren:huh:
    Gostava sim era de ver uma sucata no Dubai, aí sim deve haver preciosidades como ferraris e veyron´s já para não falar de outras marcas luxuosasB) nunca dei importância a carros desta natureza, mas é estranho um carro desta natureza estar assim abandonado, deixa estar que alguém lhe há mandar a mão:D Nós cá em Portugal não temos situações insólitas destas, mas temos Porsches abandonados(ou esquecidos) e outros carros assim médios;)
     
  3. Re: Abandonado no Quatar

    Nem sei o que dizer...

    Algo inpensável no nosso país.
     
  4. Re: Abandonado no Quatar

    Isso para os barões do petróleo é velho :p

    Para nós era ouro sobre azul!
     
  5. Tenho uma enorme paixão por este jaguar, fora de serie...
    Tenho uma miniatura guadada em casa deste carro. É INCRIVEL como pode isto acontecer...
     
  6. Moises,

    Obrigado pela partilha.


    Esse Jaguar é um carro "estranho" e pelo que li na Classic Car, teve um desenvolvimento no minimo "instável", tem caracteristicas "peculiares" a nivel de facilidade de utilização e running costs ( nada que um Lambo Countach não tenha).

    O estar abandonado nesse tipo de paises não é assim tão insolito como possa parecer. Primeiro não deve haver quem lhe "mexa", segundo mexer é caro, terceiro parece que no Dubai (creio que é um pais vizinho) carros de topo de gama abandonados são frequentes, pois com o rebentar da bolha imobiliária segui-se uma debandada de investidores que na pressa de sair não encontraram mercado para carros de luxo em segunda mão.

    Pode tambem ser um brinquedo abandonado por um qualquer sheik.


    nuno g
     
  7. Aí... Que mal... Mas o Nuno têm razão. Pode ser algum esperto que se pôs a monte.
     
  8. Era chegar lá e reboca-lo até cá. :D
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página