Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

A minha pequena colecção

Tópico em 'Miniaturas' iniciado por Jorge Brás, 21 Mai 2008.

Tópico em 'Miniaturas' iniciado por Jorge Brás, 21 Mai 2008.

  1. Vaz 2102 1972-1985

    Fabricante: Agat - Rússia.

    Os Vaz eram produzidos pela AutoVAZ na fábrica do Volga na Rússia.
    Através de um acordo entre a Itália e a União Soviética, em 1966, iniciava-se a produção de veículos tendo como base modelos Fiat, sendo o 124 o primeiro a sair da linha de montagem.

    Contudo o Fiat 124 foi alterado para conseguir sobreviver as duras condições soviéticas. Algumas das alterações introduzidas incluíam travões de alumínio na traseira, motor original do 124 foi substituído por um novo comprado à Fiat (que nunca foi usado pela Fiat), suspensão foi elevada (para conseguir passar nas estradas russas e ucranianas) e até a espessura da carroçaria foi aumentada.

    Os primeiros modelos eram equipados com arranque manual no caso da bateria ficar sem corrente nas duras condições da Sibéria, mais tarde posta de lado. Outra novidade para ajudar nas baixas temperaturas era uma bomba de combustível auxiliar manual.

    DSC01220.jpg
    DSC01221.jpg
    DSC01222.jpg
    DSC01227.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Cont.
    DSC01223.jpg
    DSC01224.jpg
    DSC01225.jpg
    DSC01226.jpg

    O molde em si é bastante fraco e antigo ao que parece, na base ainda ostenta o “Made in USSR”.
     

    Ficheiros Anexados:

  3. É antigo mas não é fraco. Eu acho giríssima!
     
  4. Caro Jorge Brás

    Presumo que tal como eu também é um coleccionador de miniaturas da Policia.
    Eu acho estas miniaturas da ex-URSS apesar de tudo de muita qualidade tendo em conta as condições em que possívelmente seriam fabricadas.
    Também disponho de algumas miniaturas da ex-URSS na minha colecção, e que apesar de algumas imperfeições são de grande pormenor de acabamento (alguns deles). Para conhecer melhor a minha colecção convido-o a visitar o meu blog em: http://www.colminpolice.blogspot.com/
     
  5. Mas é muito gira e invulgar
     
  6. Muito interessante.:feliz:
     
  7. A miniatura tem as características dos modelos da Urss dos anos 80. Eram miniaturas trocadas por modelos de fabrico nacional Metosul. com colecionadores da União Soviética.
     
  8. Bela miniatura... ;)
     
  9. Sim, é um dos meus temas de colecção apesar de não ter muitas. Já dei uma espreita no seu blog, tem uma colecção fantástica.

    E obrigado a todos pelos comentários:D
     
  10. Tatra 77 1933-1936

    Foi apresentado em Praga a 5 de Março de 1934 onde causou grande sensação devido às suas linhas aerodinâmicas e que se distinguia do que se fazia na época.

    Foram produzidos 101 modelos, incluindo os protótipos, era equipado com um motor montado sobre o eixo traseiro refrigerado a ar de 8 cilindros, 2.9 litros e 4 velocidades. Atingia uma velocidade máxima de 150 km/h.

    1935_Tatra_77_Saloon.jpg

    DSC04548.jpg
    DSC04547.jpg
    DSC04552.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  11. Amigo Jorge Brás, parabéns!
    Não só pelos modelos, mas pela pertinência do seu tópico.
    Apresenta dois modelos raros, dificeis de encontrar e que fazem as "delícias" cá dos apreciadores de tais "petiscos"... como eu!

    Já agora, para os mais "desatentos", o Tatra 77 aqui representado, é um dos modelos da MELHOR COLECÇÃO LANÇADA EM PORTUGAL até à data: "Carros Clássicos" da Altaya... (vamos ver se a colecção "Mercedes", do mesmo editor ,merece este título).
    Senão vejam bem... de que outra forma se pode ter um modelo destes em casa? Quer dizer, ou somos todos "milionários" ou então...
    O carro em si já é uma raridade, existir uma réplica à escala do mesmo, também... esta réplica estar incluída numa coleccção onde cada modelo custou 9.99€? Bem, se não é uma daquelas coisas que "não se pode perder", não sei o que mais possa ser.

    Felicito-o amigo Jorge pelas fotos e pelo "introdutório"... contra mim falo que não me dou ao trabalho, a que o amigo se deu, de falar "do carro" para além do modelo.
    Bem haja.
    Saudações.

    Só falta acrescentar que, como o amigo Jorge certamente se apercebeu, o modelo é muito mais interessante "ao vivo" do que nas fotos... Agora imaginem o "modelo 1:1"!

    :D:D:D
     
  12. Ford Transit Mk1 1965-1978 Raul da Bernarda
    DSC01346.jpg
    DSC01347.jpg
    DSC01348.jpg
    DSC01351.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  13. Boa noite Jorge
    boas miniaturas, especialmente a ford
    cumprimentos
     
  14. A KAvZ é actualmente uma subsidiária da Gaz que fabrica sobretudo autocarros escolares. A produção iniciou-se em 1958 com modelos de camiões baseados nos Gaz.

    KAvZ-3270
    DSC01361.jpg
    DSC01362.jpg
    DSC01363.jpg
    DSC01364.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  15. Mais 2 belas miniaturas!
    Parabéns!
     
  16. Excelentes miniaturas! Fora do vulgar, muito bom.
     
  17. Se não as visse, não acreditaria que existissem!!!
     
  18. Ixo/Altaya • Sava Pegaso J4 800/5730 1974-77

    Sava-PegasoJ4.jpg
    DSC03223.jpg

    As origens inglesas
    O modelo que apresento hoje deriva directamente daquele criado pela Inglesa BMC em 1960, a Morris J4. Mas para percebermos como surgiu a J4 é necessário recuar-mos alguns anos até 1947, altura em que a Morris lança a famosa J-type. Em 1952 surge a BMC como resultado da fusão entre a Austin Motor Company e a Organização de Nuffield (Morris, MG, Riley e a Wolseley). A produção da J-type continua até 1957 mas agora sob a alçada da BMC. Nesse ano recebe um novo motor e com ele a nova designação de Morris JB-type, sendo produzida até 1960, altura em que foi então substituída pela J4.

    DSC03217.jpg

    As origens espanholas
    Inicialmente criada como FADA – Fábrica de Artículos de Alumínio em 1952 iniciou o fabrico de triciclos. Em 1957 é criada então a Sava com uma nova fábrica em Valladolid, onde continua com a fabricação dos triciclos e onde é pioneira no fabrico de cabines em plástico para os mesmos. Em 1959 constrói os primeiros furgões com motores Barreiros, a Sava P-58.
    Nos finais de 1960 a Sava assina um contrato junto com a BMC para fabricar furgões e camiões sob licença. E A partir de 1961 dá-se inicio a produção de modelos pesados comercializados como Sava, Sava-Austin ou Sava-BMC. São também fabricados modelos das series FG além do furgão LDO-5. Durante um curto período de tempo também comercializaram o camião francês GPS-12 como Sava-Berliet. No final dos anos 60 a Sava é absorvida pela Enasa, fabricante dos camiões Pegaso, e inevitavelmente no ano seguinte passariam a ser vendidos como Pegaso.
    Em 1968 a Pegaso lançou o camião S-211 e suas evoluções S-221, S-212 até chegar o modelo S-551 que esteve em produção até a absorção da Pegaso pela Iveco. Em 1972 aparecia a última gama de furgões Cosmos.

    DSC03218.jpg

    O modelo
    A Pegaso apresentou a sua nova versão da Sava J4 no Salão Automóvel de Barcelona em 1974, com a denominação de 5730, segundo a nomenclatura da Enasa além de manter a designação inicial J4. Foi alvo de um facelift, principalmente na frente, com a inclusão de faróis rectangulares e uma nova grelha que ocupava agora toda a frente e incluía o símbolo da Pegaso (Cavalo Alado) e a palavra Sava por cima do lado esquerdo. Passou a ter pára-choques mais envolventes até às laterais. Estava disponível na versão cabine-chassis, para permitir um sem número de carroçarias e utilizações, todas elas com uma capacidade útil de carga de 800 kg, era equipada com o motor Sava-Pegaso 9731/10 de 1.798 cc e 46 cv.

    DSC03219.jpg
    DSC03222.jpg

    DSC03220.jpg

    A decoração
    Pouco descobri acerca da decoração. A história começa em 1918 com a criação da Aragonesas Industrias y Energia, que entre uma das actividades era a produção de electricidade, em 1952 com vista a diversificar a produção foi criada a filial Celulosas del Pirineo passando a fábrica de Fósforos del Pirineo, S.A. Em 1965/66. As caixas de fósforos tinham várias decorações, desde equipas de futebol e respectivos jogadores, a animais, plantas, automóveis, signos, etc. Penso que chegaram a ser vendidas em Portugal. Hoje em dia têm bastante procura, fazendo destas “caixinhas” bastante coleccionáveis e caras se a colecção estiver completa. A fábrica ficava situada em Sabiñánigo, província de Huesca. Aqui deixo um exemplo com jogadores da equipa do Real Madrid anos 70.
    RealMadrid-FosforosdelPirineoaos70.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  19. Comparação
    Nestas fotos pode-se ver as poucas alterações feitas pela Pegaso em termos de aspecto depois de adquirir a Sava, limitando-se apenas a um facelift frontal.
    DSC03226.jpg

    DSC03225.jpg

    DSC03224.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

  20. Muito gira!

    Adorei o trabalho de pesquisa sobre a marca e a publicidade!
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página