Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

A "fauna" que anda nos clássicos

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Mike Silva, 5 Abr 2008.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Mike Silva, 5 Abr 2008.

  1. Eis algumas "espécies" com que temos de lidar quando levamos o nosso carro a um encontro de clássicos:

    ( Texto da autoria de Mike Silva ( C) 2008)

    A Gestapo dos parafusos

    São indivíduos gordos de bigode, ou rapazinhos bem vestidos com sapatinho de vela da moda, de mãos atrás das costas com as chaves do carro a balouçar entre o telemóvel.
    Dão pontapézinhos nos pneus, coçam o nariz, e descobrem sempre um escorrido de tinta debaixo do para-choques. Não largam um carro da mão, enquanto não descobrirem uma falha, para poderem dizer que também pertencem "ao meio" e são "conhecedores"...

    ( Ver também : Os " Eutenholáemcasa")

    A polícia do betume e dos rebites

    É a versão mais "xunga" da Gestapo dos parafusos, normalmente constituida por malta que viu os carros a estacionar, e sairam do café onde estavam a ver a TVI e vieram ver os "carros velhos".

    Normalmente com chinelos e mangas cavas, decidem procurar com afinco qualquer coisa que lhes pareça mal, para poderem dizer ao Ti Alfredo da Boina que tambem percebem do assunto. Além de uma eventual Zundapp que tenham possuído, nada os relaciona com o mundo dos clássicos. Frases dadas aos gritos como Ena pá, isto está tudo mal pintado" ( Porque viram um risco na embaladeira) ou " Este carro está todo mal recuperado!" ) Porque viram uma lasca no espelho)

    Os Eutenholaemcasa

    Os eutenholaemcasa ( Etlec), são aqueles gajos de óculos escuros e olhar fugidio que iniciam conversa dizendo " Também tenho um destes lá em casa." Os ETLEC, dizem isto mesmo ao proprietário de um Rolls Royce Mulliner Park Ward MKIII EC de 1936 . Mas vieram À pendura, ou têm um Mini com a inspecção caducada. Os ETLEC, não só têm um "destes" lá em casa, como se encontra em melhor estado. A desculpa em 99.9 por cento das vezes, é que está a " recuperar" .

    Por vezes, os ETLEC sabem " de um destes" que está num barracão , aos anos, e que está em melhor estado. Por vezes, até existem DOIS nesse barracão.

    O melga

    O melga, é o velhote de bóina que começa a descrever círculos á volta do carro, e a rir-se para nós. Se vir este cenário, já sabe que se seguem conversas da tropa e do tempo quando andava a namorar a ti Adelaide, e quando esteve em Angola. O melga vai perseguí-lo o dia todo, a explicar como reparou um guarda -lamas em Lourenço Marques em 1965. Mesmo que procure refúgio na barraca das bifanas. O melga, pegará em toda a resposta que der, e procurará exemplos exaustivos acerca do assunto. Por exemplo, se responder " Sim, já tive um Mini", o Melga irá gritar e apontar para um de cada vez que se cruzar com um.

    Estas "espécies" fazem parte de um trabalho que estou a fazer, mais promenorizado, e que em breve , se Deus quiser, darei a conhecer a todos. Para já podem ver mais categorias no meu site/Blog

    www.saladasmaquinas.blogspot.com
     
  2. Para variar Mike,foi brilhante,mas acho que podia ter adicionado mais algumas categorias.
    Saudações
     
  3. :D:D:D Bem "metida" Mike;)
     
  4. Excelente.
    Claro que há mais variações destes "espécimens".

    Já me aconteceu, chamarem "aberração" aos meus Clássicos Históricos Solex.

    Não achei graça nenhuma, mas face a tamanha ignorância, até deu para rir-mos (em grupo).

    Nesse momentos "achei" uma classe nova destes especimens.

    Os " Parvalhões ignorantes que gostam de falar sozinhos"...e claro, lá ficaram a falar, porque os entusiastas dos Clássicos(todos) lhes viraram as costas.

    Cumprimentos

    PM
     

    Ficheiros Anexados:

  5. Umas análises muito interessantes sobre os observadores ocasionais e não só de clássicos.
     
  6. Está muito porreiro Mike... ;)

    cumprimentos.
     
  7. eu sou um melga, quando vejo um carro bem bonito e raro, já nem fasso mais nada em quanto não tiver os sapatos colados ao chao da baba....:D:D:feliz:
     
  8. Como em qualquer outra situação lá aparecem como Eu costumo chamar-lhes, "Os velhos dos Marretas" sempre a dizerem mal, e o "Abutres" à procura de um incauto que lhe compre um carro que lá tem num barracão numa quinta qualquer a cair de maduro , digo eu.
     
  9. O mike mais uma vez a animar aqui as ostes. eheheh. Mas eu até acho piada a esse pessoal. Tive uma experiência dessas quando tava com um membro aqui do portal de volta do meu carro e apareceu um artista que "tenho tantos carros que nem sei bem os que tenho". eheheh. Deu para rir um bocado.
    Aliás, aproximou-se com um ar profissional e apresentou-se dizendo: "deixe-me ver que já lhe digo se este carro está bem ou não". Algo parecido e depois passou a inumerar tudo que não gostava do carro....
     
  10. É isso mesmo, às vezes aparece cada cromo. Boa Mike! (já pareço o melga e o mike do herman enciclopédia:D)
     
  11. Gostei dessa!!:D:gear_grin:

    Será que vai ser a próxima crónica na Topos&Clássicos???:D:D :D
     
  12. Boas!

    Muito bem conseguido! Hilariante QB!

    Vou ficar à espera de ver o resto...

    Mt fixe mesmo!

    Cumps.
    Mário
     
  13. Muito bem observado, Mike.
    Realmente esses tipos de pessoas, existem em todas as situações e como eu "ainda" não tenho nenhum clássico, não posso contar nenhuma situação neste contexto.
    Mas penso que o melhor nestas situações é não lhes dar grande importância e logo se vão embora, porque existem realmente pessoas que parece que têm como única razão de viver, dizer mal de tudo e de todos.
    Se realmente fossem conhecedores, dariam certamente os parabéns aos proprietários mesmo que só tivesse colocado um friso novo no carro, porque comprar e manter um veiculo destes requer uma grande paixão, coragem e por vezes um esforço financeiro que só se pode realmente justificar pela paixão.

    Um abraço e obrigado por essas crónicas que nos vão abrindo os olhos.
     
  14. esta de joia... 5 estrelas... os meus parabens
     
  15. Com todo o brilhantismo da explicação do Mike, penso que falta uma espécie... O proprietário do clássico topo de gama, impecavelmente restaurado, que olha para todos os "outros" clássicos (populares) como sendo uma espécie inferior. Então se apresentarem alguma alteração por mínima que seja... Meu Deus, o dono está condenado às chamas mais ardentes do inferno. Sabe tudo sobre o carro que tem, veste-se impecavelmente e circula nas mais altas esferas do "mundo dos clássicos" desprezando tudo que seja restauro caseiro ao qual é atribuido o cunho de "banho de tinta".
    Adora o clássico que possui, mas não pelo carro em si, mas sim pelo status que dá passeá-lo ao domingo pela marginal, exibindo aos amigos e conhecidos todo o poderio económico que conseguiu. Não tem especial interesse pelo modelo, tem aquele especificamente "porque sim" porque é potente, raro e caro. Estes sim, são os carros que se perdem, apesar de ser a favor da originalidade, prefiro de longe ver um carro com um "airleron matias", mas nas mãos de quem o adora, estima, aprecia e dá todo o valor, do que nas mãos de quem o usa como uma forma de ostentação pessoal, quando muitas vezes nem há assim tanto para ostentar... É a vida.
    Abraço.
     
  16. Há de tudo, os que ostentam o que não têm, mas também os que têm o que não ostentam. E o snob exebicionista nem sempre tem o carro potente e raro. Também os há nos mais simples dos simples... :D
     
  17. Ter um clássico é gostar do carro... Gostar mesmo do carro. Ter o carro que sempre quisemos! Eu felizmente, por troca com um carro novo... Tenho o carro com que sempre sonhei! Devo é sonhar baixinho. ;-)
    Se alguem achar que é ostentação andar com um carro clássico que obviamente dá nas vistas para a faculdade, sinceramente não me diz nada... Também já fui muitas vezes de Ax... É uma questão de personalidade e porque não dize-lo de educação... Simplesmente há e haverá sempre quem se ache mais que os outros.
     
  18. Normalmente os que mais exibem, são os que menos o usam, até porque regra geral não dominam nada do que possa correr levemente mal e mais vale não fazer figura triste. São os típicos das voltinhas de 5 kms nos dias de sol sem trânsito... Mas que nunca fariam 500 kms num dia de chuva, se necessário fosse. B) Mas, já que respeitar cada ponto de vista, por muito diferente que seja do nosso.:huh:
     
  19. Nunca hei-de entender esse pessoal... Respeito mas não entendo! Os carros foram feitos para andar! É aí que ele estão bem! Evito andar com o meu à chuva claro, e tenho todos os cuidados, mas não resisto a andar com ele várias vezes por semana, nem que seja uma voltinha pela cidade às tantas da manhã!
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página